Propaganda Superior

Propaganda Superior
Inscreva-se em nosso canal

segunda-feira, 21 de novembro de 2022

Governador Brandão autoriza investimentos em saneamento e balneabilidade das praias em São Luís

Nesta segunda-feira (21), durante solenidade realizada no Palácio dos Leões, o governador Carlos Brandão autorizou um conjunto de investimentos que tratarão aumento da capacidade de coleta e tratamento de esgoto na capital maranhense. A medida irá garantir praias próprias para banho e maior qualidade de vida aos ludovicenses.

A partir de novas implantações de estações elevatórias e redes de esgotamento que serão distribuídas para atender o Sistema de Esgotamento Sanitário do Bacanga, São Francisco, Vinhais e Anil, será possível avançar com o desenvolvimento e solução ao saneamento básico de São Luís e, consequentemente, em relação à balneabilidade das praias.

“Hoje é uma data histórica para o saneamento de São Luís, acabamos de assinar uma ordem de serviço no valor de R$ 45 milhões para fazer a balneabilidade das nossas praias. Isso será um investimento na construção de 4 elevatórias, 22 km de rede coletora de esgotos e mais 3 mil novas ligações à esta rede”, afirmou o governador Carlos Brandão.

Brandão acrescenta, ainda, que os investimentos deverão trazer grandes benefícios ao comércio e ao turismo da capital.

“Com isso, vamos melhorar toda a balneabilidade na nossa capital. Vamos avançar bastante e deixar as nossas praias saneadas para que possamos oferecer um bom serviço relacionado aos bares, restaurantes, hotéis e, acima de tudo, atender bem ao nosso povo e aos turistas”, acrescentou Brandão.

O diretor-presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), Marcos Aurélio, explica que a partir da autorização do governador será possível realizar adaptações que contemplem as necessidades do comércio, turismo e sociedade civil.

“Hoje, o governador cumpre uma de suas promessas de campanha e retoma a questão do saneamento de São Luís. A partir desta ordem assinada, faremos um novo marco em relação ao que as nossas praias precisam, ao que precisamos entregar ao trade turístico, ao cidadão de São Luís. Será um trabalho forte, vamos contribuir para a intensificação do turismo”, disse o diretor-presidente da Caema.

Para a secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais, Raysa Maciel, a iniciativa do governador vai garantir muitos pontos próprios para banho e atividades esportivas, além de aquecimento do turismo, trabalho e renda.

“Um importante marco do saneamento do Maranhão que irá interferir diretamente na balneabilidade das nossas praias, contribuindo para que a maioria dos pontos fiquem próprios para banho e atividades esportivas. Estamos trabalhando em conjunto para garantir praias acessíveis a todos os maranhenses e aos turistas. É uma medida que vai aquecer o nosso turismo e gerar transformação de vidas através de trabalho e renda”, pontuou a secretária Raysa Maciel.

Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria e Hotéis do Maranhão (ABIH-MA), Armando Ferreira, o projeto de saneamento assinado pelo governador irá impulsionar, sobretudo, o turismo de lazer na capital. Armando acrescenta que a atitude de Brandão é muito bem-vinda pelo setor neste período pós-pandemia.

“É maravilhosa essa notícia do investimento no tratamento das praias, que nos trará uma melhora no turismo, sobretudo, no turismo de lazer, que será contemplado com praias limpas e esgotamento de qualidade. Estamos muito felizes por ter um governador amigo do turismo, que em momento de pós-pandemia promove sinergia para melhoria em todos os sentidos”, afirmou o presidente da ABIH-MA.

Projeto de saneamento

O projeto retoma investimentos do Governo do Maranhão em parceria com o Governo Federal, em busca de soluções ao sistema de saneamento básico de São Luís, visando maior qualidade de vida aos ludovicenses e a melhoria na qualidade da água para banho nas praias.

A partir das intervenções que serão realizadas nas bacias do Anil, Bacanga, São Francisco e Vinhais, será possível aumentar a capacidade de coleta e tratamento de esgoto por meio de 4 novas Estações Elevatórias de Esgotos (EEE’s) às margens do Rio Bacanga, Ilhinha e na margem do Rio Anil; implantações de 5,7 km de interceptores/coletores nas mesmas regiões; de 22 km de rede coletora; e de 3.130 novas ligações domiciliares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com