Propaganda Superior

Propaganda Superior
Inscreva-se em nosso canal

sexta-feira, 1 de abril de 2022

Gestão Catulé Júnior na Setur é marcada por investimentos e incentivos ao setor turístico

Investimentos em obras, na promoção do destino, na qualificação profissional, no desenvolvimento do artesanato, em editais de auxílio para empresas e trabalhadores do setor de turismo durante a pandemia, além de criação de importantes programas para o setor. Essas foram algumas das centenas de ações implementadas durante os três anos de gestão do secretário Catulé Júnior à frente da Secretaria de Estado do Turismo (Setur-MA). 

Desde o início da gestão Catulé Júnior, em março de 2019, com a separação das pasta entre Turismo e Cultura, a Setur desenvolveu ações que ganharam destaque, mesmo com um orçamento anual modesto na ordem de pouco mais de R$ 5 milhões. Os resultados obtidos ao longo dos anos fizeram a pasta quase que quintuplicar o orçamento em 2021, chegando a R$ 44 milhões em recursos para investimentos.

Aporte de investimentos destinados a estruturar e transformar os destinos em produtos turísticos consolidados, através da execução de mais de 50 obras em infraestrutura turística entregues e algumas ainda em andamento pelo estado, por meio do Programa Destino Lençóis e Delta.

Entre as obras de destaque estão: a Beira Rio de Caxias, Mirante em Aldeias Altas, Balneário em São João do Soter, a entrada de Barreirinhas, estradas na região da Chapada das Mesas, Praças, Mirantes, a Serpente na Litorânea dentre outras.

“A minha experiência à frente do turismo me marcou profundamente. Tenho convicção de que o turismo maranhense está muito melhor que há três anos, mesmo em tempos de crise, com a pandemia que permeou 2 anos da nossa gestão. Fizemos bonito, com várias mãos e seguiremos de braços dados e incentivando o setor” pontou Catulé Júnior que se descompatibiliza nessa sexta-feira (01) da Setur.

RECORDES

Em três anos de gestão também foram registrados números expressivos para o turismo maranhense, como por exemplo, mais 14 de mil pessoas qualificadas e certificadas com vários cursos de capacitação, por meio da Superintendência de Qualificação Profissional.  

No Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), antes eram apenas 40 e já são cerca de 3 mil cadastrados realizados em três anos, de empresas e profissionais que atuam no setor de turismo do Maranhão.

O estado também bateu recorde na contabilização de artesãos cadastrados no Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), chegando a marca de 3 mil cadastro realizados.  

Também, em três anos, o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) tiveram seus serviços ampliados, pulando de 5 para 16 CATs, importantes espaços de apoio e de informações aos turistas que visitam o Maranhão.

Na área promocional, destaque para o lançamento de materiais promocionais de variados segmentos turísticos, como por exemplo, Turismo de aventura, cultural e Kitesurf, realização de press trips, ações de mídias em aeroportos, participações em feiras nacionais e internacionais de turismo, além de outras estratégias utilizadas pela Superintendência de Promoção, Marketing e Eventos da Setur. O aplicativo Maranhão de Encantos, também desenvolvido para promoção dos destinos maranhenses, é uma ferramenta onde contempla informações sobre os principais destinos do Estado, seus atrativos e serviços.

Outras ações de incentivo ao turismo no Maranhão foram realizadas, como a redução do imposto da aviação (QAV) de 27 para 7%, novos voos para o estado e novas rotas como a Amazônica, que une os principais atrativos turísticos do Maranhão, Pará e Amazonas, além da Chapada Jalapão, rota turística integrando os estados do Tocantins e Maranhão com o objetivo de tornar a Chapada das Mesas e o Jalapão uma rota única.

A segurança turística também foi destaque com a capacitação de agentes turísticos nos Polos, por meio do projeto Turismo Seguro, coordenado pela Superintendência de Qualificação Profissional da Setur. E o Observatório do Turismo do Maranhão serviu de modelo para criação de um novo em Cabo Verde.

O Ceprama Itinerante, que teve como objetivo incentivar a valorização e o desenvolvimento do artesanato, como foco a geração de renda aos artesãos, também ganhou destaque dentro da atividade turística no estado. Além da comercialização de artesanato e apresentações artísticas, o projeto realizou o mapeamento, capacitação e cadastro de artesãos no sistema de informações do cadastro do artesanato brasileiro (Sicab).

Homenagens, reconhecimento e valorização àqueles que contribuíram para potencializar e desenvolver o setor turístico maranhense também foi desenvolvido, por meio do Prêmio do Turismo do Maranhão, ainda no primeiro ano de gestão da pasta do Turismo. O prêmio destacou pessoas e empresas em diversas categorias, em uma grande festa, realizada no Convento das Mêrces, em dezembro de 2019.  

No mesmo ano, durante o período de férias, a Setur realizou o projeto Mais Viver Praia, com oportunidade de acesso gratuito a ações de saúde, lazer e bem-estar, além da realização de atividades culturais como shows, em um dos principais atrativos turísticos de São Luís: Avenida Litorânea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com