Assembleia Legislativa

domingo, 3 de setembro de 2017

Estudante denuncia abandono de escola em Timon

"Timon de verdade": aluno denuncia situação de precariedade em escola do município
Imagens divulgadas pelo aluno da Escola Marechal Castelo Branco
O estudante Marcelo Luís resolveu protestar através de uma carta intitulada “Timon de Verdade” sobre a situação da escola Marechal Castelo Branco – de responsabilidade da Secretaria Municipal de Educação -, onde ele é aluno da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ele relata no texto que a secretária de Educação de Timon, professora Dinair Veloso foi informada sobre a situação que vem passando a escolas, mas, até o momento não foi tomada nenhuma medida.

Confira abaixo a íntegra da carta protesto:

"Timon de verdade"

A falta de compromisso com a educação no município de Timon. A escola Marechal Castelo Branco encontrar-se abandonada pelo poder público municipal.

Como estudante da rede pública municipal venho pedi aos vereadores que representam a nossa cidade que cobre as melhorias para aquela escola: 1 - os banheiros estão sem torneiras e isso tem dificultado o uso por parte do alunos; 2 - todos os quadros para professoras lecionar estão com problemas e alguns deles quebrados; 3 - as salas estão com a iluminação precária; 4 - a onda de assaltos e a falta de segurança tem aterrorizado os estudantes; 5 - a escola já sofreu vários roubos em um deles 3 elementos tentaram matar o vigia; 6 - a quadra está toda quebrada não tem condições dos jovens desenvolver suas atividades esportivas; 7 - a escola encontra-se toda escura e isso tem trazido problemas; 8 - sequer temos um datashow para fazermos nossos trabalhos.

Em uma visita da secretaria de Educação do município de Timon Dinair Veloso levamos esses problemas e outros mais e até momento sequer recebemos uma resposta.

Ficamos tristes pela falta de compromisso com nós estudantes do EJA noite.
Só queremos um futuro melhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com