sábado, 30 de julho de 2016

Convenção das oposições será a maior da história política de Timon

Neste domingo, 31, às 17h, no Espaço Fama será realizada a Convenção Política das Oposições de Timon, que reúnem 14 partidos: PSD, PMDB, PP, PR, PHS, PV, PSL, PSC, PTN, PROS, PRB, PT do B, PT e PRTB.  Na convenção serão confirmados os nomes dos pré-candidatos a prefeito e a vice-prefeito de Timon, Alexandre Almeida e Ulisses Waquim. A decisão dos partidos de oposição em marcharem unidos nestas eleições se traduz no maior fato político dos últimos anos em Timon.

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Timon pelo PSD, Alexandre Almeida, destacou que a união das oposições se deu de forma democrática e participativa. “Esta será com certeza a maior convenção da história política de Timon. Reuniremos 14 partidos numa união que foi construída de forma democrática, buscando um futuro melhor para todos os timonenses”, afirmou. Alexandre fez questão de pontuar ainda que Timon necessita de um amplo debate sobre seus problemas históricos e que está preparado para construir uma nova realidade para a população timonense.

Ulisses Waquim, pré-candidato a vice-prefeito pelo PMDB, ressaltou que a convenção de domingo é um momento de celebrar a união de todos na busca por um caminho de desenvolvimento para Timon. “Não foi à toa que todos estes 14 partidos se uniram em torno da candidatura de dois jovens. Jovens que possuem trabalho comprovado e que estão sempre em busca do melhor para Timon. Por isso, no domingo vamos celebrar a democracia e a união por uma Timon melhor”.

Alexandre Almeida frisou a importância que foi conduzir o processo de união das oposições e que a forma como ela foi conquistada gera confiança e respeito entre os partidos. “Esse projeto que estamos construindo tem condições de fazer uma renovação política em Timon. O nosso projeto continua o mesmo, que é de resolver os problemas históricos de Timon. Estou preparado para debater os problemas e mostrar as suas soluções”, finaliza.  

Reajuste do Bolsa Família injetará R$ 250 milhões no Maranhão

O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra (PMDB-RS), anunciou ontem, em entrevista a O Estado – durante visita à ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), em São Luís – que o reajuste médio de 12,5% nos benefícios do Bolsa Família deve injetar mais de R$ 215 milhões ao ano na economia do Maranhão.

O estado é, proporcionalmente, o que mais tem beneficiários do programa. O novo valor do programa começou a ser pago na parcela deste mês.

“O reajuste foi muito significativo. O Bolsa Família hoje gasta no Maranhão, por ano, em torno de R$ 2 bilhões. Com o reajuste vêm mais R$ 250 milhões para cá. Então, R$ 250 milhões numa economia em crise faz diferença, porque isso entra direto no comércio, movimenta toda a economia do estado”, avaliou.

Na passagem pelo Maranhão, Terra também explicou por que o governo Michel Temer (PMDB) acabou aumentando o valor do reajuste do programa. Em maio, antes de ser afastada do cargo, a presidente Dilma Rousseff (PT) chegou a anunciar aumento de 9%.

“Estamos dando um reajuste de 12,5% ao Bolsa Família porque estava já há mais de dois anos sem reajuste, então essas famílias beneficiárias estavam já numa situação de dificuldades crescente porque o Bolsa Família é para complementar a renda de famílias que estão no limite da pobreza extrema. Se fica dois anos sem reajuste, a inflação come esse recurso, a carestia toma conta e as pessoas ficam cada vez comprando cada vez menos comida. Então não tinha sentido ficar mais tempo sem reajuste”, destacou.

Segundo o ministro, o aumento foi possível em virtude do estabelecimento de um novo teto para meta fiscal em 2016, que ficou em déficit de R$ 170,5 bilhões.

“O que nós fizemos foi, remanejando os recursos internamente, com a nova meta fiscal estabelecida pelo presidente Michel Temer, diante disso, nós conseguimos, com o aval do presidente, dar esse reajuste que é o maior que já foi dado para o Bolsa Família”, disse.

Ele também pontuou que o Ministério Desenvolvimento Social e Agrário iniciou, nesta semana, o que classificou de “operação pente fino” no Bolsa Família. O objetivo, acrescentou, é identificar atuais beneficiários que estão cadastrados no sistema, mas que efetivamente não necessitam do complemento à renda.

“Começou segunda-feira uma grande operação de pente fino. A gente aumentou muito a base de dados para poder cruzar informações, juntamos vários ministérios, então nós vamos fazer um pente fino para separar aquelas pessoas que não precisam do Bolsa Família das pessoas que precisam. Garantir para as pessoas que precisam”. (O Estado)

Flávio Dino participa da convenção dos Leitoas em Timon

Na noite desta sexta-feira (29), mais de 10 mil pessoas lotaram terreno na Avenida Teresina, no município de Timon, para prestigiar a Convenção Municipal que lançou a coligação em apoio à reeleição do prefeito da cidade, Luciano Leitoa (PSB). O evento, que contou com a presença do governador Flávio Dino, além de oficializar a candidatura para continuação da gestão de Leitoa no município, define o nome de João Rodolfo (PCdoB) como candidato a vice-prefeito na mesma chapa.

Durante o ato, Flávio Dino destacou os avanços obtidos por Luciano Leitoa em Timon, defendendo a continuidade do trabalho desempenhado pelo prefeito no município. “Sei que é necessário continuar o caminho de investimentos na saúde, educação e segurança em Timon. Vocês estão vendo o volume de obras na cidade. A garantia que ofereço é a continuidade do trabalho de Luciano", pontuou o governador.

Em sua fala, Flávio Dino elogiou a capacidade de liderança de Luciano Leitoa. “Ele é um líder partidário, um pai de família exemplar, uma das maiores lideranças do nosso estado. Eu vim em nome dos 7 milhões de maranhenses dizer que temos orgulho do nosso prefeito Luciano”, disse.    

Luciano Leitoa relacionou a calorosa recepção popular em apoio a sua candidatura, ao modo como ele vem desempenhando seu papel como gestor do município. “Da forma que fazemos política em Timon, não tinha dúvidas de que este espaço estaria assim hoje”, frisou.

O atual prefeito falou ainda sobre as ações municipais que vem garantindo maior desenvolvimento e justiça social para os timonenses, por meio do apoio que vem recebendo do governo do Maranhão. “Político tem que ter caráter e posição. Aqui em Timon acabamos com as últimas três escolas de taipa. Governar com muito dinheiro é fácil. Quero ver governar com as dificuldades que encontramos. Foram dois anos sozinho, mas hoje temos o apoio de Flávio Dino. Nós sabemos reconhecer aqueles que nos ajudam”, garantiu o prefeito. 

O candidato a vice-prefeito de Timon pelo PCdoB, João Rodolfo, disse que está disposto a trabalhar em prol de toda a população do município. “Não tenho medo de trabalhar, de cuidar da vida de cada timonense”, assegurou.

Participaram da grande festa em Timon os deputados federais Weverton Rocha (PDT), Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e José Reinaldo Tavares (PSB); a deputada estadual Ana Mendonça (PCdoB) e o prefeito de Teresina, Firmino Filho.  

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Convenção que vai definir candidatura de Rosângela Curado será neste domingo (31)

A Convenção Municipal que definirá a coligação que tem como pré-candidatura a prefeita de Rosângela Curado será neste domingo (31), às 08 horas na Maçonaria da Rua Alagoas no Bairro Juçara. O evento se encontra dentro do período destinado para convenções de partidos políticos determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que começou no dia 20 deste mês e se estenderá até o dia 5 de agosto.

Rosângela tem se destacado por conseguir unir em torno do seu projeto de governo, diversos partidos de diferentes visões políticas, inclusive o  partido governista. Ela se apresenta como um nome novo e defende a alternância de poder para o governo de Imperatriz.

Segundo ela, esse maniqueísmo político que se instalou em Imperatriz nos últimos vinte anos, com exceção apenas do governo de Jomar Fernandes (PT), impede a cidade de crescer, pois eternizam na máquina pública vícios que diminuem em muito a capacidade de desenvolvimento da cidade. “Essa cidade merece um projeto novo, merece alternância de poder, merece dar oportunidade para quem ainda não teve oportunidade de governar, alguém com ideias novas  para a cidade de Imperatriz”, enfatiza Rosângela. (Assessoria)

Agora é oficial! PRTB deixa os Leitoas e adere ao grupo de Alexandre Almeida

Alexandre Almeida e Socorro Waquim ladeados por membros do PRTB
Em reunião aconteceu nesta quinta-feira (28), Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), de Timon decidiu por maioria deixar o grupo político do prefeito Luciano Leitoa e não apoiar sua reeleição onde já tinha inclusive uma possível coligação definida. Se ficasse com os Leitoas, o PRTB teria que se coligar com o PMB, PPS, PSDB, e PEN.

A presidente do PRTB de Timon, Tamya Larissa alegou falta que a espaço no atual governo foi ponto levado em consideração. Ela entende que o partido esteve ao longo dos últimos 4 anos ao lado do prefeito Luciano Leitoa e não mereceu atenção devida. “Enquanto pessoas que não navegaram juntos na última campanha ocupam cargos de primeiro escalão”, disse Tamya Larissa.

Após a reunião com o Diretório Municipal do PRTB, foi à vez do partido ter um encontro com os novos aliados, o pré-candidato a prefeito e deputado estadual Alexandre Almeida, a ex-prefeita professora Socorro Waquim, empresário Robério Cantalice, contabilista Robert Andrade e os advogados Jeilon Martins e Jordana Torres. Com isso, o PRTB oficializa o apoio político ao deputado Alexandre Almeida.

Matões: Elinaldo Colaço oficializa união com Pereiras e Coutinhos

Ex-vereador e sindicalista Elinaldo Colaço esqueceu as diferenças e retornou ao grupo que o lançou na política matoense.
foto: Mairan Macedo
Elinaldo Colaço discursa sob os olhares de Rubão e Ferdinando Coutinho
O que era apenas uma decisão política tomada na última semana pelo grupo do ex-vereador e pré-candidato pelo PSD a prefeito de Matões, Elinaldo Colaço, de deixar o campo da oposição e apoiar a pré-candidatura do atual vice-prefeito, Ferdinando Coutinho (PSB), oficializou-se nesta quinta-feira (28), com um café de confraternização dos grupos, no balneário Q'delícia. Foram seis anos de oposição ao governo Suely Pereira (PSB) que chega ao fim com apertos de mãos, abraços e a frase camarada de Rubens Pereira:"seja bem vindo à luta, companheiro".

Elinaldo Colaço abriu os discursos colocando os motivos que o levaram a romper com o principal nome da oposição, Gabriel Tenório, que é pré-candidato a prefeito pelo PV. Entre os argumentos, foi citado pelo líder político a falta de um projeto viável da oposição de continuar o desenvolvimento do município que, no seu entendimento, alcançou grandes avanço na gestão de Suely Pereira.

Outro ponto referenciado durante os discursos foi o retorno da aliança da família Pereira e Colaço (que apresenta vínculo de parentesco muito próximo). Tanto para Elinaldo como para Rubens Pereira, todos estavam sofrendo emocionalmente com os caminhos distintos que a política os levou. Rubens, principal idealizador e articulador da campanha de Ferdinando Coutinho, confirmou as palavras do ex-vereador, lembrando que a conciliação entre ele e Elinaldo se deu a partir de um pedido feito pelo seu pai, o ex-prefeito Lula Pereira, falecido no ano passado. Lula em estado terminal, naquela ocasião, recebera a visita do primo, Elias Araújo, pai de Elinaldo Colaço, e rogou-lhe para colocar um ponto final nas diferenças políticas entre os dois líderes Rubens e Elinaldo.

Embora, Elinaldo tenha lançado seu nome como pré-candidato a prefeito pelo PSD, nos últimos meses, era tido como o favorito a vaga de vice na chapa governista de Ferdinando Coutinho e sonhado para ocupar a mesma posição na chapa de Gabriel Tenório. Com a desistência da candidatura própria e o desinteresse pelo projeto do PV de Gabriel, o ex-vereador começou a sofrer as pressões da família Sarney, sendo que na última semana o presidente do PSD no Maranhão, o deputado federal Cláudio Trinchão, bateu o martelo e determinou que não aceitava a coligação com os Pereiras e Coutinhos em Matões. Elinaldo, por sua vez, não se curvou a determinação do partido, decidindo-se por sair da legenda e compor com o grupo governista.

Diferentemente do que muitos imaginavam, não houve moeda de troca. "Não impusemos nada para nossa união. Disseram que eu pretendia colocar meu irmão como vice na chapa ou mesmo candidatá-lo a vereador, já que ele é filiado ao PSB. Mas, isso não é verdade. Estaremos juntos, sim, em torno da campanha de Ferdinando para prefeito e do irmão Adiel Colaço, que já era pré candidato a vereador no grupo governista", esclareceu Elinaldo.

Some livro de atas do PT do B de Timon; Carlão pode assumir o comando da sigla

Marcos Moura pode perder a presidência do PT do B para Carlão
Pense num auê! Até a manhã desta sexta-feira (28), o livro de atas do Partido Trabalhista do Brasil (PT do B), de Timon tinha destino não sabido e nenhum dos seus filiados sabiam qualquer informação sobre o mesmo. O partido que até agora é presidido por Marcos Moura está envolvido numa das maiores confusões recente na política local.

O PT do B tem entre seus filiados uma grande maioria de aliados da ex-prefeita Socorro Waquim e após a união com o deputado estadual Alexandre Almeida o caminho normal era fazer parte da base de apoio das oposições, o que não vem acontecendo.

Com o desaparecimento do livro de atas o PT do B fica impedido de ter candidatos, gerar CNPJ, abrir conta bancária e realizar sua Convenção.

Novo comando

Após tantas idas e vindas o atual presidente do PT do B de Timon, Marcos Moura pode perder a presidência da sigla para o ex-secretário de Finanças e pré-candidato a vereador, Carlos Alberto Pereira de Oliveira, o Carlão. Na verdade, a grande maioria dos cargos da Comissão Provisória do PT do B pode mudar, e Clecio Dias é cotado na vice-presidência e Arimateia de Carvalho como secretário.

Esse imbróglio do PT do B promete ter muitos capítulos, inclusive a aproximação de Marcos Moura com o grupo político do prefeito Luciano Leitoa. Entre os Leitoas o até então presidente do PT do B de Timon já é dado como a mais nova adesão.

Oposição de Caxias: Fábio Gentil e Paulo Marinho se unem

Catulé Júnior, Helton Mesquita, Fábio Gentil e Paulo Marinho Júnior
Chegou ao fim o que antes vinha sendo tratado apenas como possibilidade. O pré-candidato a prefeito de Caxias pelo PRB, vereador Fábio Gentil se aliou ao grupo dos Marinho, que na reunião  ocorrida na noite desta quinta-feira  (28), foi representado pelo jovem Paulo Marinho Júnior.

Além dos dois políticos citados anteriormente, o encontro contou com a presença do empresário Catulé Júnior e do médico Helton Mesquita que também fazem parte do grupo oposicionista e irão marchar juntos nestas eleições municipais.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

61,2% acham governo Flávio Dino igual ou pior ao de Roseana Sarney

Pesquisa do Instituto Prever diz que a maioria esmagadora vê governo Flávio Dino igual ou pior ao de Roseana.
Pesquisa diz que apenas 35,7% dos entrevistados acham o governo comunista melhor que o anterior
Neto Ferreira - O levantamento realizado pelo Instituto Prever-Pesquisa e Consultoria aponta que 32,2% acham que o governo Flávio Dino está igual o anterior. Outros 29% dos eleitores acham que está pior.

Na soma dos dois índices, 61,2% dos eleitores acham o governo Dino igual ou pior do que o governo de Roseana Sarney. A pesquisa realizada entre os dias 22 a 24 de julho revela dados em importantes um cenário específico.

Na sondagem, 35,7% do eleitorado acha que o governo comunista é melhor do que o anterior, fazendo assim um comparativo direto de gestões de ambos. Não sabem ou não responderam somaram 3,1%.

Encomendada pelo Blog do Neto Ferreira, a pesquisa possui margem de erro de 3,7% com intervalo de confiança de 95%, e ouviu 700 pessoas. A sondagem está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número MA-02842/2016.

PT Nacional acatou recurso dos membros do Diretório de Timon

Segue mais um capítulo do racha interno do PT de Timon. No início da tarde desta quinta-feira (28) uma fonte petista informou o Blog do Ludwig que a Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), acatou um recurso dos membros da Direção da sigla de Timon que pede a manutenção do Encontro que deliberou que o partido se junte as oposições locais. O Encontro do PT que aconteceu recentemente teve o placar de 92 a 9 para que o partido una-se com as oposições de Timon.

O Encontro do PT aconteceu no dia 17 deste mês e dos 219 filiados aptos a votar compareceram 102 filiados. Destes, 92 votaram para que o PT faça aliança com a oposições, 9 votos para se aliar aos Leitoas e um voto em branco (veja).

A Direção Nacional do PT deve dá um desfecho final sobre o caso do partido em Timon até a próxima sexta-feira (05). Segundo a mesma fonte petista, o secretário Geral do PT, Romênio Pereira teria dito que o partido deve respeitar todas as Resoluções.