Propaganda Superior

Propaganda Superior
Inscreva-se em nosso canal

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Saúde: Campanha Janeiro Roxo de prevenção à hanseníase é aberta em Caxias

Com o tema “Conhecer Para Não Discriminar”, teve início na última sexta-feira (15), na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Volta Redonda, e segue até dia 31 a Campanha Janeiro Roxo, de prevenção à hanseníase, envolvendo todas as 36 UBSs de Caxias. A ação é realizada em nível nacional e busca diagnosticar e tratar pessoas acometidas com a hanseníase, antes conhecida como lepra.

A coordenadora da Atenção Primária, Camila Lopes, explicou que as ações são voltadas para o combate à hanseníase, no sentido de identificar os pacientes de forma precoce e assim iniciar avaliação e terapia. “Nós montamos estratégias para que pudéssemos trabalhar as ações de saúde sem aglomerações, seguindo por todo o mês de janeiro nesse rastreio, com a busca ativa de pacientes que possam estar acometidos com a hanseníase”, finalizou.

Cicero Rodrigues, coordenador do Programa de Combate à Hanseníase, falou que é um trabalho realizado em todo o Brasil e que é uma doença infecciosa aguda, mas que tem tratamento gratuito. “A pessoa que tiver manchas que sejam suspeitas pode ser atendida em qualquer Unidade Básica de Saúde, e se for positivo, terá o tratamento garantido na rede municipal”.

A enfermeira da UBS Volta Redonda, Socorro Almeida, falou que está sendo iniciada a campanha e que a referida unidade de saúde está disponível das 7h às 18h. “O paciente que tiver atendimento com o médico ou enfermeiro, nós vamos fazer essa busca ativa no consultório. Nós também estamos orientando os agentes de saúde a ficarem atentos a possíveis casos durante a visita domiciliar. Com a identificação de casos estaremos encaminhando à consulta medica”.

Verônica Aragão, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, explicou que a alteração da forma como está sendo trabalhada a campanha é por conta da pandemia, daí a estratégia diferenciada ao consultório médico e de enfermagem. “Às vezes a pessoa acha que é só alguma micose, daí a importância de um olhar profissional, e precisamos acabar com o preconceito, pois existe tratamento e cura”, lembrou a coordenadora.

Segundo dados do município, hoje em Caxias são 73 casos. A Campanha Janeiro Roxo é realizada pela Prefeitura Municipal de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, Coordenação de Vigilância Epidemiológica, Programa de Combate à Hanseníase e Coordenação Municipal da Atenção Primária e Vigilância em Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com