Propaganda Superior

Propaganda Superior
Inscreva-se em nosso canal

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Hospital de Campanha de Caxias tem 100% de leitos para pacientes com Covid-19 ocupados

Complexo Municipal de Saúde tem 70% de ocupação dos leitos
A disseminação da covid-19 em Caxias só aumenta. O Boletim Epidemiológico já contabiliza 5.824 pessoas com covid-19.  Embora 5.097 pessoas tenham se recuperado, 121 pessoas já foram vítimas da doença em Caxias. Nos últimos dias, a população tem se descuidado e não tem usado máscaras em muitos lugares, a exemplo do Parque Balneário Veneza no Natal, onde a recomendação é que se utilize máscara do lado de fora do lago, mas muitos insistem em não usar.

“O negócio é sério e as pessoas ficam brincando com as coisas. Eu estou aqui com os meus familiares, mas só eu estou usando máscara, eles estão todos sem máscara. Aí desse jeito não dá”, disse Roberto, visitante que faz parte do grupo de risco.

“Tem que se proteger, usar álcool em gel, usar máscara. As pessoas não estão se conscientizando em usar a máscara, que é muito importante. As pessoas estão aglomeradas e não usam máscara, aí fica ruim desse jeito”, lembra George Cabral, visitante.

Esta situação preocupa a Coordenação da Vigilância Epidemiológica, pois a doença não escolhe idade ou classe social.

“A gente tem sentido que as pessoas estão acostumadas com a situação, achando que a pandemia já passou, e a gente sabe que não é bem assim. O que as autoridades previam, de que poderia ter uma segunda onda, acreditamos que estamos entrando nela. A gente já teve relatos de pessoas que foram pra confraternização de amigos, dois dias depois apresentou sintomas gripais. Então, uma pessoa jovem que sai pra se divertir pode trazer o vírus e infectar os seus pais, pessoas idosas, que tenham uma comorbidade”, afirma Verônica Aragão, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Nesta terça-feira (29), o Hospital de Campanha Centro Médico, alugado pela Prefeitura de Caxias, atingiu 100% de leitos de UTI com ventilação mecânica ocupados. Ainda existem leitos de enfermaria desocupados, mas o índice de ocupação atual preocupa os profissionais de saúde. No Complexo Municipal de Saúde, 70% dos leitos de UTI voltados para pacientes com covid-19 estão ocupados.

“Esses pacientes que a gente está fazendo a triagem com swab são a maior parte dos pacientes que eu atendo. São pacientes que precisam cumprir o isolamento social, sintomáticos, que precisam da medicação e vão cumprir o isolamento social, até o resultado do teste. Aumentou sensivelmente, e agora com as festas de Natal e confraternização, a gente observa que as pessoas não estão se isolando. E aquelas pessoas que se isolaram o ano todo estão saindo para as festas familiares, são esses pacientes que agora estamos atendendo. São pessoas que no início não se expuseram ao vírus, mas agora nas festas familiares estão se descuidando e são os casos que estão aparecendo com maior gravidade. A gente percebe na rua que as pessoas não estão usando máscara e precisam usar”, lembra Leandro Moura Fé, médico.

O pedido da Prefeitura de Caxias, do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Novo Coronavírus e da Secretaria Municipal de Saúde é para que todas as pessoas redobrem os cuidados: usem máscara, lavem as mãos com água e sabão ou álcool em gel e mantenham o distanciamento social, pois a situação pode se agravar ainda mais caso a população não colabore com as medidas restritivas e preventivas.

“O nível de internação está alto, já tem tido casos de crianças, temos um caso de óbito de criança de 4 meses. Então, não vamos achar que sendo jovem não há perigo de você pegar o vírus. Então, o vírus não escolhe idade e nem classe social. O aviso da Vigilância é que a gente possa se proteger”, explica Verônica Aragão. As informações são da prefeitura de Caxias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com