Assembleia Legislativa

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Vereador de Timon dispara críticas em audiência pública contra rede de supermercado

Vereador Antunes Macedo denuncia que rede de supermercado não quer se adequar a convenção coletiva de trabalho 
A Câmara de Timon realizou na manhã desta quinta-feira (03), audiência pública para discutir um projeto de lei complementar enviado pelo prefeito Luciano Leitoa que trata da mudança no funcionamento dos estabelecimentos comerciais em geral nos domingos e feriados. O debate dividiu as opiniões, mas, o grupo dos 12 vereadores, o G-12, são unânimes na defesa dos comerciários.

Entre um dos membros do G-12 que se pronunciou durante a audiência pública estava o vereador Antunes Macedo que trouxe uma informação preocupante. "O que está em discussão não é a abertura do comércio aos domingos, o que está em discussão é uma grande empresa que chegou nesta cidade de sistema predatório acabando com os pequenos e não quer se adequar a convenção existente hoje no município. Os pequenos comerciantes já atendem a convenção coletiva e o outro grande que tem aqui fez o acordo, com isso o comércio funciona normalmente no domingo em Timon", disse. 

"Não sou contra ter um grande empreendimento em nosso município, sou a favor, mas, tem que ser igual! Enquanto o nosso pequeno comerciante está atendendo as convenções ele não atende porque o poder de barganha é muito grande, o poder de fogo dele é muito grande, então ele se acha intocável e chegou em nosso município e noutros como Santa Inês e outros mais ele afoga os pequenos comerciantes”, lamentou o vereador Antunes Macedo. 

O vereador Antunes disparou críticas dizendo que, "Tenho certeza que o sindicato não tem essa dificuldade com os pequenos comerciantes, tem com o grupo Mateus que não tem diálogo, não quer se adequar a convenção do município e está procurando brechas na lei para se segurar", acrescentando que "... Entendo que a discussão está em torno de um grande empresário que chegou no município e não quer diálogo com as categorias representantes dos trabalhadores. E o vereador timonense hoje é cabeça aberta, eu sou um empresário e poderia muito bem está defendendo a escravidão do comerciário, mas, não faço isso".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com