Assembleia Legislativa

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Zé Inácio expõe o racha dentro do PT ao defender a filiação de Waldir Maranhão

Eleições 2018: Zé Inácio quer Waldir Maranhão no PT e a candidatura dele ao Senado
O contundente discurso do deputado Zé Inácio (PT) em defesa do ingresso do deputado federal Waldir Maranhão (Avante) no partido fez duas revelações que expõem o surpreendente grau de divergências que estremecem o braço da agremiação no Maranhão. A primeira é que o parlamentar decidiu enfrentar publicamente o presidente regional, Augusto Lobato, e o dirigente do partido em São Luís, vereador Honorato Fernandes, que já disseram publicamente que não aceitam de jeito nenhum Waldir Maranhão como filiado em PT e muito menos como candidato do partido ao Senado na chapa a ser liderada pelo governador Flávio Dino. A outra revelação feita por Zé Inácio em seu discurso é que uma banda do partido acha que tem uma dívida a saldar com Waldir Maranhão: “O deputado Waldir decide filiar-se ao PT no momento em que o País enfrenta uma grave crise econômica, política e social, em que a democracia é ameaçada constantemente e direitos conquistados a duras penas pelo povo são aniquilados por um Governo ilegítimo, por um governo golpista. O deputado, inclusive, tentou evitar o golpe quando se posicionou contra o impeachment e a favor da presidenta Dilma quando exercia a presidência da Câmara”.

Zé Inácio também esclareceu com precisão a posição da ala petista que representa em relação à montagem da chapa majoritária pelo governador Flávio Dino; “O governador tem e terá o meu apoio para concorrer à reeleição, mas não podemos abrir mão desse debate político e dizer que o PT tem força suficiente para contribuir fortemente para sua reeleição, tendo um nome que possa vir a ser o deputado Waldir Maranhão na chapa majoritária. Com o apoio do governador e de Lula, ele passa a ser um dos candidatos mais competitivos ao Senado, por isso que, talvez, alguns temam a ida dele para o PT”.

Não é bem o que pensam os aliados mais próximos do governador Flávio Dino, que não se mostram resistentes ao deputado, mas também não estão dispostos a brigar pela sua candidatura na chapa, preferindo apostar na da deputada federal Eliziane Gama (PPS). (Coluna Repórter Tempo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com