Assembleia Legislativa

sábado, 7 de abril de 2018

Waldir Maranhão após ser traído por Flávio Dino: “Ego quase doentio”

Waldir Maranhão: "É lamentável a forma como o governador Flávio Dino usou e abusou para vetar a minha filiação ao PT"
Waldir Maranhão sobre Flávio Dino: “Ego quase doentio”
Após ser vetado pelo PT e sem receber nenhum apoio do governador Flávio Dino, o deputado federal Waldir Maranhão, que pretendia disputar o Senado, teve que no último prazo se filiar no PSDB após uma conversa com a cúpula da sigla tucana. No PSDB, o deputado Waldir Maranhão deve disputar sua reeleição.

Mas, o deputado Waldir Maranhão antes de romper oficialmente com o comunista Flávio Dino emitiu uma no de esclarecimento sobre os últimos fatos que lhe envolveram. “Logo Flávio Dino a quem confiei quando me convenceu de anular o impeachment da presidente Dilma. Agora sinto que fui usado por quem queria não a defesa da presidenta, mas o fortalecimento e engrandecimento de um ego quase doentio”, diz um trecho da nota divulgada por Waldir Maranhão.

Abaixo a nota.

NOTA AO POVO MARANHENSE

Em respeito ao povo maranhense, venho informar o que segue:

1. Quando procurei o PT para colocar-me à disposição do partido para ser candidato ao Senado Federal foi para contribuir, em primeiro lugar, com o projeto político nacional do partido tendo o companheiro Lula como presidente, bem como para o fortalecimento do PT no Maranhão que há décadas vive numa autofagia que tem impedido de fazê-lo ter o crescimento tal como ocorreu no plano nacional e nos estados vizinhos Piauí, Pará e Ceará, sem falar em outros estados do Nordeste.

2. Não se tratava de um ato voluntário do deputado federal Waldir Maranhão em querer ser senador da República de qualquer jeito. Pelo contrário, o objetivo era apresentar um projeto coletivo de sociedade tendo o PT como protagonista político no processo eleitoral de 2018.

3. Lamento que o radicalismo e sectarismo de alguns dirigentes do PT não tenham tido a devida compreensão histórica num momento que forças conservadores ameaçam de toda forma a possibilidade do PT voltar ao poder central nacional, inclusive encarcerado a principal liderança do partido o meu amigo e companheiro Lula.

4. Devo reconhecer o empenho e solidariedade que tive de companheiros da corrente Construindo um Novo Brasil tanto no Maranhão quanto em nível nacional. Nesse particular, quero deixar hipotecado os meus agradecimentos ao deputado Zé Inácio pela forma digna e firme com que defendeu esse projeto. Agradecer ainda a militância aguerrida que não deixou levar pela benesses oferecidas pelo Palácio do Leões que pode ser considerado o principal ator na minha desistência de continuar filiado ao PT. 

5. É lamentável a forma como o governador Flávio Dino usou e abusou para vetar a minha filiação ao PT. O que houve nesse processo foi uma verdadeira intervenção branca no PT para evitar a minha entrada nos quadros do partido. Logo Flávio Dino a quem confiei quando me convenceu de anular o impeachment da presidente Dilma. Agora sinto que fui usado por quem queria não a defesa da presidenta, mas o fortalecimento e engrandecimento de um ego quase doentio.

6. Por fim, informo que a partir desta entro para os quadros do PSDB e ajudarei na construção de um palanque que verdadeiramente possa representar um novo horizonte para o Brasil e para o Maranhão.

Waldir Maranhão. 
Deputado federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com