Assembleia Legislativa

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Sobrou para os suplentes de vereadores aliados dos Leitoas...

Mudanças no governo municipal deixa suplentes de vereadores aliados dos Leitoa enfraquecidos
Leandro Bello, Neto Peças e Guiomar Oliveira
Como as mudanças realizadas nesta segunda-feira (24) pelo prefeito Luciano Leitoa ao exonerar três vereadores que ocupavam cargos de primeiro escalão no governo municipal, mas, que até agora ele não veio explicar sua versão sobre isso, fica no ar várias especulações. Entre elas é que isso faz parte das medidas econômicas visando diminuir gastos na prefeitura, mas, é facilmente descartada, pois nenhum dos novos secretários nomeados estão acumulando as pastas deixadas pelos vereadores que retornaram a Câmara Municipal, o que economizaria pelo menos num ou dois pagamentos de salários a auxiliares de primeiro escalão. A outra tida como mais consistente dá conta de que o retorno de Jair Mayner, Chagas Cigarreiro e Helber Guimarães seria um reforço e tanto na ‘Bancada Peso Pesado’ que apóia o nome do primeiro como pré-candidato a presidente do Parlamento timonense.

Esta última análise feita sob a ótica de fontes governista, é dada como a mais provável, visto que, Jair Mayner é o candidato da simpatia do prefeito Luciano Leitoa, e o vereador Juarez Morais que corre por fora e vem crescendo muito nos apoios nestes últimos meses numa beligerância intestinal na base leitoísta.

Sobrou para os suplentes

Se é economia de gastos, pouco provável como explicado acima, ou mesmo a disputa pela presidência da Câmara de Timon que terá longos capítulos até o mês de abril do próximo ano, o certo mesmo é que sobrou para Leandro Bello, Netos Peças e Guiomar, o trio retornou a condição de suplentes de vereadores com o retorno dos respectivos titulares. E com isso o trio que saiu perde a vitrine da tribuna da Câmara, o que enfraquece o projeto político de cada um nas suas áreas de atuação.

Dos três que deixam a Câmara, Leandro Bello foi o suplente de vereador que passou mais tempo na cadeira, pouco mais de dez meses e 15 dias. Já em segundo foi Neto Peça que ultrapassou um mês de dezoito dias. E por último ficou Guiomar Oliveira que ficou na Casa algo em torno de 27 dias.

Entre os mais prejudicados que têm um projeto político mais ousado está o suplente Leandro Bello que é pré-candidato a deputado federal nas eleições de 2018 e agora se encontra sem uma vitrine oficial, a tribuna da Câmara, principalmente para anunciar projetos conseguidos com sua influência em Brasil. Teria causado alguma espécie de ciumeira na cúpula dos Leitoas a pré-candidatura de Bello a Câmara Federal?

Já Neto Peças e Guiomar Oliveira são as lideranças que podem ser consideradas como comunitárias, mais voltados para trabalhos, no dia-a-dia dos nos bairros e povoados de Timon. O retorno a condição de suplente também prejudica e muito a desenvoltura dos trabalhos realizados por eles há anos.

Tenso
Essas e outras situações teria deixado a base aliada do prefeito Luciano Leitoa levemente tensa, mas, é assunto para outra publicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com