Assembleia Legislativa

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

"Não vai ser intimidação de ninguém que vai calar minha voz, só se for na bala!", diz vereador

Vereador de Timon, Anderson Pêgo fez denúncia dizendo que se sente coagido e ameaçado
A sessão na Câmara de Vereadores de Timon desta quarta-feira (09) teve temperatura muito acima dos picos do período de B-R-Ó-BRÓ em nossa região. “Eu cheguei aqui foi como homem! Não vai ser intimidação de ninguém que vai calar minha voz, só se for na bala! Se quiser me matar!”, disse o vereador Anderson Pêgo. Ele expôs na tribuna da Casa que vem sofrendo tentativas de intimidações.

O parlamentar do PRB aproveitou seu discurso e em função dos últimos acontecimentos para solicitar da presidência da Casa que instale um sistema de câmeras. "Presidente [vereador Uilma Resende], olhando para Vossa Excelência! Coloque o sistema de câmeras de segurança aqui dentro desta Casa... Me sentir coagido, me sentir ameaçado e não vão ser palavras que vão me calar", afirmou o vereador.

Gastos com pessoal - Ao pesquisar no Portal da Transparência da prefeitura de Timon chamou atenção do vereador Anderson Pêgo os gastos com pessoal no gabinete do prefeito Luciano Leitoa, e diante disto ele já solicitou informações. “Tive o cuidado de olhar o Portal da Transparência e peguei o gasto no gabinete do prefeito Luciano Leitoa com pessoal. Pasmem! R$ 3,8 milhões...”.

Saúde

Anderson Pêgo citou o caso do secretário de Saúde de Timon, Márcio Sá onde solicitou para este a relação dos funcionários que trabalham na Estratégia Saúde da Família (ESF), e até agora não recebeu. "Prefeito Luciano Leitoa, eu pedir para o secretário Márcio Sá me entregar a relação dos funcionários da Saúde só do ESF, ele não entregou ainda. Mas, já estou impetrando um Mandado de Segurança porque é público".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com