quinta-feira, 16 de março de 2017

Deputado Alexandre Almeida vota a favor de proposta que previa reajuste nos vencimentos dos professores

Em uma das sessões mais longas desde o início do ano legislativo de 2017, o plenário da Assembleia Legislativa discutiu e votou, na tarde dessa quarta-feira, 15, o reajuste dos vencimentos dos professores do Estado.

Durante a sessão, o deputado Alexandre Almeida (PSD) se pronunciou em vários momentos contra a proposta defendida pelo governo, que era conceder o reajuste de 2017 incidindo apenas sobre a Gratificação por Atividade de Magistério (GAM), e não sobre os vencimentos. “Diante de toda essa discussão, entendo que temos que fazer alguns questionamentos: primeiro, os professores merecem ter o aumento na GAM ou aumento no vencimento? Segundo, qual proposta vai de fato melhorar a remuneração dos professores, é o aumento na GAM ou o aumento no vencimento? Terceiro, o Governo tem capacidade financeira para arcar com esse aumento no vencimento”? pontuou Alexandre Almeida.

Defendendo a sua posição, o deputado lembrou que, recentemente, foi concedido aumento aos membros do Tribunal de Contas, do Poder Judiciário e do Ministério Público, nos três casos, o reajuste incidiu sobre os vencimentos. “Por que, então, fazer uma diferença entre professor e essas outras categorias? É incoerente, é contraditório, não dá para entender, e esta Casa tem agora a oportunidade de fazer justiça aos professores. Ela tem a oportunidade de garantir um salário melhor, porque, não basta falar, tem que agir, não basta dizer que o governo é de todos nós e não fazer práticas para todos nós”, afirmou Alexandre Almeida.

Ainda defendendo a sua posição, o parlamentar disse, “da minha parte, estou aqui para dizer, em alto e bom tom, votarei a favor da emenda que garante o aumento no vencimento, até porque uma das justificativas da bancada governista para o aumento do ICMS foi que isso era necessário para o Estado ter condições de aumentar o salário dos servidores públicos, em especial dos professores. Então, chegou a hora governador, chegou a hora deputados da base de governo, de transformar os aumentos dos impostos que vocês promoveram em melhores salários para os professores maranhenses”, cobrou Almeida.

Logo após a votação, Alexandre Almeida se pronunciou sobre o resultado, “Quero lamentar o resultado que agora a pouco foi deflagrado. De fato, é lamentável, pois, infelizmente, nós hoje iremos registrar uma sessão em que uma reivindicação que beneficiava uma categoria importante no nosso estado, que beneficiava os professores que estão no dia a dia formando adolescentes, jovens, enfim, formando cidadãos maranhenses, foi colocada de lado, e falou mais alto, o interesse do governo. Nessas horas a gente consegue ver com muita clareza quem de fato coloca o seu mandato em benefício do povo e quem do outro lado, infelizmente, coloca o seu mandato do lado do governante. Eu fico me perguntando: como é que alguém que votou hoje contra os professores ainda vai fazer um discurso defendendo que os professores merecem dias melhores? O “não” foi um “não” contra uma categoria importante, o “não” foi de fato uma forma de virar as costas para quem exerce um papel fundamental no desenvolvimento do Maranhão”, finalizou o deputado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: ludwigalmeida@hotmail.com