segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Haja lixo em Timon! R$ 267 mil pagos em sacos pela Limpeza Pública

Tales Waquim viu de perto o lixão
Foram pagos R$ 267.800,00 mil pela Superintendência de Limpeza Pública e Urbanização (SLU), de Timon a empresa teresinense Pralimpar Comércio e Distribuidora de Produtos para fornecimento de sacos de lixo que segundo a nota de empenho foram utilizados nos serviços de limpeza de vias públicas e conservação de cemitérios de maio a dezembro de 2016, ou seja, durante sete meses. Este caso foi divulgado pelo sempre bem informado jornalista Ademar Sousa no seu blog (veja) que surpreso com o valor dos gastos classificou como um “negócio da China”.

O "Caso Lixão de Timon", que pode ir parar no Ministério Público e na Justiça, chamou a atenção de muita gente em Timon após a divulgação do valor gastos com o aluguel do terreno que já soma R$ 540 mil, algo em torno de R$ 60 mil por mês (veja).

Antigo

O caso envolvendo a coleta e destino final do lixo em Timon não é novo, e já foi denunciado sem muito sucesso pelo ex-vereador Tales Waquim e o vereador Francisco Torres (veja). O vereador Tales Waquim ainda chegou a visitar o local onde funciona o aterro sanitário e fez graves denúncias na tribuna da Câmara sobre a situação do local além de cobrar os relatórios Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (veja), sobre isso ninguém sabe o que deu.

Sobre o “Caso Lixão”, os próximos dias serão de muitas novidades, mas, isso o blog conta depois...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: ludwigalmeida@hotmail.com