Assembleia Legislativa

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Jornalista Ribamar Corrêa diz que Humberto Coutinho mandou desativar a CPI da Saúde

O experiente jornalista Ribamar Corrêa fez uma revelação na sua coluna eletrônica "Repórter Tempo" sobre um assunto polêmico na Assembleia Legislativa do Maranhão que muitos políticos e deputados evitam falar. A propalada CPI da Saúde ou como ficou conhecida popularmente "CPI do Murad, que visa investigar a gestão do ex-secretário Ricardo Murad à frente da Secretaria de Saúde do Maranhão só foi mais divulgado quando da sua instalação, após isso o assunto caiu num silêncio total.

"A CPI da Saúde foi arquivada antes de funcionar. Os dois principais articuladores – os deputados Rafael Leitoa (PDT) e Fernando Furtado (PCdoB), ambos suplentes no exercício do mandato – chegaram a promover algumas reuniões, mas não conseguiram sequer instalá-la. E o motivo era óbvio: todas as suspeitas de desvio e malfeito no programa “Saúde é Vida” já estavam sendo – e continuam – investigadas pela Secretaria de Transparência e Controle, pelos órgãos fiscalizadores do Poder Executivo, pelo Ministério Público e pela Polícia Civil e em alguns itens, pela Polícia Federal. Todas as avaliações sensatas chegaram à conclusão de que o seu funcionamento não levaria lugar algum. E diante da possibilidade de a Assembleia Legislativa passar por um constrangimento semelhante ao que está passando o Congresso Nacional, o presidente Humberto Coutinho (PDT), após conversar com todas as correntes envolvidas no projeto de CPI, avalizou a sua desativação sem alarde. Desativou um fracasso anunciado, evitando um grande embaraço para o Poder Legislativo", disse Ribamar Corrêa na sua coluna.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com