Propaganda Superior

Propaganda Superior
Inscreva-se em nosso canal

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

"Se houver segundo turno, será entre Brandão e Roberto", diz secretário do governo Dino

Foto: Facebook/Ricardo Cappelli
A calmaria na política do Maranhão começa a ter fim. A declaração do secretário de Estado da Comunicação, jornalista Ricardo Cappelli (foto) no seu perfil do Twitter causou polêmica e gerou surpresa noutro após descarta o pré-candidato a governo do Maranhão, senador Weverton Rocha de um possível segundo turno nas eleições desse ano.

Para Cappelli se houver segundo turno será entre o vice-governador Carlos Brandão e o senador Roberto Rocha.

Leia abaixo a análise do secretário Ricardo Cappelli.

SOBRE PESQUISAS PARA O GOVERNO DO MARANHÃO:

1 - Todas as pesquisas estão indicando o mesmo: o vice-governador @carlosbrandaoma  está crescendo após o anúncio do apoio do governador @FlavioDino .Os demais estão parados.

2 - Pesquisa é curva, não é fotografia. Tudo indica que Brandão assumirá a liderança nas pesquisas antes mesmo de assumir o governo. No dia 31 de março sua imagem estará em todo o estado é uma imensa vantagem estratégica.

3 - Bolsonaro possui aprovação de cerca de 33% no estado. E deve ter algo entre 25% e 28% para presidente. É improvável que um candidato de Bolsonaro não tenha mais de 20% dos votos.

4 - A tendência é que ocorra uma convergência no campo bolsonarista no Maranhão. O líder mais expressivo do campo é o senador @RobertoRocha_MA . Se houver segundo turno, será entre Brandão e Roberto.

5 - O senador Weverton disputa dentro do campo de Flávio Dino. Sem o apoio do governador e com Brandão na cadeira é improvável que consiga decolar.

6 - Assim como no Brasil, a eleição será polarizada, não há espaço sociológico para uma candidatura de terceira via. Assim que Brandão assumir a liderança nas pesquisas - não deve demorar - o pragmatismo político fará o Senador pedetista perder os poucos apoios que ainda possui.

7 - Tudo indica que a polarização será entre Brandão pelo campo Flávio Dino/Lulista e Roberto pelo campo bolsonarista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com