Assembleia Legislativa

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Eleição da Câmara de Timon: Vereadores do G11 vão à delegacia denunciar crime de corrupção

Vereadores do G11 foram a delegacia de polícia denunciar que foram procurados por uma pessoa usando o nome de um grande empresário do Piauí
Vereadores do G11 no 1º Distrito Policial de Timon
Uma verdadeira bomba acaba de ser relatada ao delegado do 1º Distrito Policial de Timon que fica na região central da cidade. Estiveram no distrito policial na manhã desta quinta-feira (20), os vereadores do G11, Ramon Júnior, Raimundo da Ração, professora Cláudia Regina, Henrique Júnior, Socorro Waquim, Dr. Tuá e Anderson Pêgo. Os outros 4 do G11 não puderam comparecer devido a outros compromissos previamente agendado.

Na delegacia da Polícia Civil os vereadores Henrique Júnior e a professora Cláudia Regina registraram um ocorrência, a de Nº 6345/2018 onde relataram ao delegado Michel Sampaio que foram procurados por uma mulher usando o nome de um mega empresário do Piauí para tratar sobre a eleição da Câmara de Timon, por sinal ainda sem data prevista para acontecer.

No depoimento da vereadora Cláudia Regina ela chega a relata que foi ao encontro dessa mulher na manhã desta quarta-feira (19), numa padaria na área comercial de Timon e o assunto inicial foi sobre o projeto de reforma o Centro de Artesanato e em seguida foi tratado sobre a eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal. No depoimento a vereadora Cláudia revela que possui um áudio com todo o conteúdo dessa conversa e que irá apresentar oportunamente.

Já no depoimento dado ao mesmo delegado da Polícia Civil de Timon o vereador Henrique Júnior relatou que foi procurado pela mesma pessoa, mas, através de um aplicativo de celular e que foi indagado o porquê do mesmo se manter na oposição e que se mudasse de lado iria conseguir facilmente os seus objetivos. O vereador disse na ocorrência que não se alongou muito na conversa com essa pessoa pelo aplicativo de celular após tomar conhecimento do que tinha ocorrido com a vereadora professora Cláudia Regina.

Tanto o áudio citado pela vereadora Cláudia Regina como os 'prints' da conversa via WhatsApp do vereador Henrique Júnior, ambos com a mesma pessoa, estão sob a custódia da polícia para serem periciados, após isso serão divulgados para conhecimento da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com