Assembleia Legislativa

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Clima segue tenso entre vereadores de oposição em Timon

Os vereadores Adão da Ceasa, Henrique Júnior e Socorro Waquim não seguiram a maioria dos oposicionistas e acompanharam a base do prefeito Luciano Leitoa. Já os vereadores Antunes Macedo, Francisco Torres, Ramon Júnior e Anderson Pêgo discordaram. 
Socorro, Henrique e Adão seguiram a base do prefeito Luciano Leitoa
As duas sessões extraordinárias ocorridas na última segunda-feira (11), na Câmara de Timon onde votaram  Plano Plurianual para o Quadriênio 2018/2021 e a estimativa da receita e fixação da despesa do município para o exercício financeiro de 2018 causou um racha e um grande desentendimento na oposição, com isso o clima segue tenso entre eles.

O trio de vereadores oposicionistas, professora Socorro Waquim, Henrique Júnior e Adão da Ceasa, tidos como mais light, resolveram acompanhar a base do prefeito Luciano Leitoa na Câmara e não seguiram a maioria dos parlamentares da oposição que se declaram contrária ao orçamento 2018 por não contemplar da melhor forma a Educação e a Saúde do município. "Os vereadores que aqui falaram, falaram certo! Certo em dizer que não foi atendido da forma que nós solicitamos, é verdade [vereador] Ramon Júnior”, reconheceu a vereadora Socorro Waquim.

Já o quarteto de vereadores oposicionistas, Antunes Macedo, Francisco Torres, Ramon Júnior e Anderson Pêgo, de atuação mais incisiva, votaram contra alegando que o acordo com a base governista foi quebrado e ao invés do valor para o orçamento da Saúde de Timon em 2018 ter um acréscimo de R$ 14 milhões isso não passou de R$ 5 milhões e pior, este valor ainda foram tirados da Educação.
Antunes, Torres, Ramon e Anderson se posicionaram contrários
Mas, esse racha na base oposicionista deixando de um lado quatro deles contra o orçamento 2018 e do outro lado três vereadores da oposição que resolveram votar pela aprovação seguindo a base Leitoa na Câmara Municipal, não ficou apenas só nesse placar. O vereador Ramon Júnior que faz parte do quarteto contra a aprovação do orçamento proposto pelo governo Leitoa subiu a tribuna durante a sessão na Câmara e disparou duras críticas até mesmo contra seus colegas da oposição inclusive citando nomes pela falta de total entendimento entre eles. 

"... Mas, agora vereador Henrique Júnior que Vossa Excelência autorizou os mesmos gastos com comunicação para 2018 o senhor não pode mais falar que o prefeito Luciano Leitoa gasta mal com comunicação porque está nas suas mãos e Vossa Excelência aprovou e autorizou o prefeito gastar mais R$ 5 milhões com comunicação”, disparou o vereador Ramon Júnior acrescentando ainda, "O gabinete do prefeito, vereador Adão da Ceasa, Vossa Excelência diz que o pobre sofre para botar comida na mesa aí o senhor autorizou o prefeito Luciano Leitoa a colocar R$ 5 milhões no gabinete dele. Essa é a responsabilidade que nós temos, o prefeito mandou o orçamento para esta Casa foi para analisar e revisar, mas, esta Casa aprovou da forma que chegou".

Descumpriram e discurso quebrado – Ramon Júnior ainda continuou disparando críticas da tribuna durante seu discurso. "Cheguei nesta Casa e perguntei para vereadora professora Socorro, a senhora olhou se eles aumentaram o orçamento para a Saúde? Ela respondeu, 'olhei!' Quando vou olhar, não aumentaram o orçamento para a Saúde de Timon e o pior, aumentou R$ 14 milhões ou R$ 4 milhões? Não aumentou o que se pediu, então descumpriram e ainda tira da Educação e o que foi acordado foi tirar da Sofia Comunicação, foi acordado tirar do Gabinete do prefeito Luciano Leitoa... Aí vai falta dinheiro para a compra de medicamentos, vai faltar dinheiro para fazer cirurgias, mas, não vai falta dinheiro para a comunicação, para ludibriar a população", lamentou dizendo ainda que, "E aí vereador Henrique Júnior, o seu discurso o ano todo foi prioridades, mas, na hora que o poder estava nas suas mãos o senhor autorizou o prefeito faz todos esses gastos que o senhor diz o ano todo que não é prioridade. Isso eu não vou fazer! E Vossa Excelência tem todo o direito de votar com o prefeito Luciano Leitoa e achar que o seu discurso não está quebrado, mas, está! Mas, está quebrado todo o ano de 2018”.

"Oposição em Timon se esfacelou"

Contrários ao orçamento 2018, os vereadores Antunes Macedo e Anderson Pêgo também subiram à tribuna, o primeiro não poupou críticas nem mesmo aos seus colegas da bancada de oposição (reveja), já o segundo disse ser contra porque orçamento 2018 tirou milhões da Saúde e Educação (reveja).

De saída

Informações de aliados e gente mais ligada a vereadora professora Socorro Waquim dão conta de em espalhar por onde andam em Timon que ela deve se afastar da liderança da oposição na Câmara de Timon em função da disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão em 2018, o que não impede de atuar nas duas situações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com