segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

‘Serviço de evento’ e bandas do Zé Pereira de Timon custaram quase R$ 515 mil

Zé Pereira de Timon 2017: mais de meio milhão
Enquanto algumas prefeituras do Maranhão suspenderam os gastos com festas no período de carnaval, a prefeitura de Timon gastou com ‘serviço de evento e com bandas o valor exato de R$ 514.700,00 mil até aqui identificados em publicações do Diário Oficial do município (veja).

Esses gastos com o Zé Pereira de Timon foram divididos em quatro contratos. O primeiro deles é contrato nº 07/2017 do pregão nº 018/2016 (veja) e tem como objeto o serviço de evento em geral (liberação do 1.B/2017, item 2, lote III e itens 4,6 e 7 do lote IV) que saiu pelo valor global de R$ 284.700,00 mil.

Dos quatros contratos de gastos com o Zé Pereira 2017 de Timon, três deles foram com bandas e todos por inexigibilidade de licitação. O primeiro deles de número 005/2017 foi com a Banda Mara Pavanelly que saiu pelo valor de R$ 60 mil. Já o segundo de nº 002/2017 foi com a Banda Avine Vinnya cujo o valor foi de R$ 60 mil. O terceiro e último que tem nº 003/2017 foi com a Banda É o Tchan cujo o valor global é R$ 110 mil.

Todos essas quatros contratos, identificados até aqui pelo Blog do Ludwig, que juntos somam quase R$ 515 mil foram realizados entre a Fundação de Cultura de Timon e a empresa teresinense G J S Castro - ME (Patamares Produção).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: ludwigalmeida@hotmail.com