quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Foi parar no Ministério Público: Vereador Henrique Júnior denuncia teste seletivo de Timon

Mais uma polêmica na administração do prefeito Luciano Leitoa e agora envolve o processo seletivo simplificado para a contratação de 190 professores que irão atuar na rede municipal de ensino. O caso foi parar no Ministério Público de Timon após denúncia do vereador Henrique Júnior (PTN) alegando o prazo insuficiente para apresentação de recursos e isso acabou prejudicando vários candidatos que se inscreveram.

A denúncia do vereador Henrique Júnior se deu após o recebimento de várias reclamações dos candidatos inscritos neste teste seletivo que foram impedidos de entregar seus recursos. "O resultado do concurso foi divulgado ontem (14) [terça-feira] por volta das 21 horas, ou seja, os candidatos teriam a madrugada para analisar documento e preparar recurso, e entregar até às 13:30h [quarta-feira(15)]”, alertou o parlamentar.

Caso no MP

Vendo que a Secretaria de Educação de Timon responsável pelo teste seletivo não iria aumentar o prazo de entrega dos recursos por parte dos candidatos, o vereador Henrique Júnior foi ao Ministério Público de Timon e denunciou essa situação. “Depois de ter tentado administrativamente resolver o problema do seletivo para professores com avaliação curricular e não ter sido atendido, o que eu previa aconteceu, vários candidatos foram prejudicados pelo prazo recursal exíguo de apenas 6 horas...”.

“Ontem durante toda a tarde e noite ouvi muitos depoimento de candidatos, e como dito antes procurei a promotoria e formulei a denúncia. Certo de que agora terei mais um força na defesa dos direitos dos candidatos, espero ansioso o resultado do nosso pedido”, disse o vereador Henrique Júnior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: ludwigalmeida@hotmail.com