Assembleia Legislativa

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Caso Rosário Leal: vereador Anderson Pêgo diz que ofício não vai calar sua voz

Anderson Pêgo: "Irei ter um olhar especial a SEMDES por entender que é uma secretaria que atende os mais necessitados". 
Anderson Pêgo e Rosário Leal: apenas o começo
Um caso que promete muitos capítulos. Não ficou só no ofício (veja) enviado pela secretária de Desenvolvimento Econômico de Timon, Rosário Leal onde a mesma pede que a presidência da Câmara de Vereadores tome providência com o vereador Anderson Pêgo por ter participado de uma reunião onde ela se encontrava presente juntamente com os funcionários contratados da sua pasta que recebem seus salários pela Coopmar.

Se sentindo prejudicado no livre exercício do seu mandato, o vereador Anderson Pêgo reagiu e publicou por meio de uma rede social um texto com o título, “Carta aberta ao povo de Timon”. Nesse texto o parlamentar relata o ocorrido e diz qual será sua atitude a partir de agora sobre esse caso que promete ter mais capítulos nos próximos dias.

“Quero dizer a secretária da SEMDES que não vai ser um ofício com denúncias infundadas e informações inverídicas à Câmara de Vereadores que vai calar minha voz. Meu mandato é legitimado pelo povo, não se sinta no direito de querer me intimidar e impedir minhas prerrogativas legais. Irei até as últimas instâncias para garantir a defesa do mandato e do povo”, diz o vereador Anderson Pêgo.

Sobre secretaria comandada por Rosário Leal, Anderson Pêgo diz que irá ter um olhar especial ao órgão que atende aos mais necessitados. “Irei ter um olhar especial a SEMDES por entender que é uma secretaria que atende os mais necessitados e que tem um orçamento de mais de 10 milhões de reais”.

Leia aqui a íntegra da carta publicada pelo vereador Anderson Pêgo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com