Propaganda Superior

quarta-feira, 3 de julho de 2019

"A retirada do Coronel Schnneyder do 11º Batalhão nada mais é do que a perseguição política", diz vereador

Para o vereador Ramon Júnior, "o prefeito Luciano Leitoa é o pivô de toda essa perseguição ao Schnneyder"
Durante discurso na sessão desta quarta-feira (03) na Câmara de Timon o vice-presidente, vereador Ramon Júnior classificou como perseguição política a retirada do tenente-coronel Schnneyder do comando do 11º Batalhão da Polícia Militar.

"A retirada do Coronel Schnneyder do 11º Batalhão nada mais é do que a perseguição política. E eu afirmo aqui para toda a cidade de Timon que o prefeito Luciano Leitoa é o pivô de toda essa perseguição ao Schnneyder, muitos aqui vão dizer que não é verdade, mas o bom trabalho que ele fez à frente do 11º Batalhão, o respeito que ele tem da comunidade e o acesso que a comunidade tinha a ele foi o alvo da perseguição do grupo Leitoa", afirmou o vereador Ramon Júnior.

O vice-presidente Ramon Júnior disse, "Mas, aqui na cidade de Timon se não tiver o sobrenome Leitoa não pode se destacar, ninguém pode ser melhor porque eles começam a perseguir e tolher porque a vida deles é viver se perpetuando no poder. Aqui foi o pai prefeito, bota o filho aí agora quer botar o primo, a monarquia e a oligarquia do estado do Maranhão se chama Leitoa. Infelizmente o Coronel Schnneyder sentiu o sabor amargo que muitas famílias já sentiram da perseguição dessa família, e está aqui o vereador Kaká que teve sua mãe perseguida porque escolheu o presidente Helber como candidato e não o do governo".

"Me solidarizo ao Coronel Schnneyder, e digo a ele que a cidade de Timon sente saudade, tenho apreço por ele. E que esse grupo político de forma traiçoeira que ainda tem coragem de dizer que é amigo do Coronel Schnneyder e que tem consideração por ele, isso não passa de uma falsidade muito grande", disparou o vice-presidente da Câmara de Timon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com