Propaganda Superior

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Timon: Vereador denuncia falta de combustível nas viaturas da Polícia Militar

Segundo o vereador Anderson Pêgo, o governo Flávio Dino está inadimplente com a empresa de ticket
Em discurso na Câmara Municipal durante a sessão desta quarta-feira (03), o vereador Anderson Pêgo denunciou a falta de combustível nas viaturas do 11º Batalhão da Polícia Militar de Timon. "É preocupante, mas, como ex-policial militar tive a preocupação de ligar ontem para vários policiais e que me relataram a mesma situação. O governo Flávio Dino está inadimplente com a empresa de ticket que fornece o combustível e a prefeitura de Timon que dava uma ajuda cortou. Isso não é de agora, há algum tempo o abastecimento dessas viaturas estava sendo feito por galões doados por empresários”, denunciou o parlamentar.

Ainda no seu discurso o vereador Anderson Pêgo lamentou, "A UPA de Timon está um caos, o Hospital Alarico Pacheco está um caos e hoje a Segurança Pública de Timon está um caos com essa falta de combustível nas viaturas. O governador Flávio Dino  não pagou a empresa que fornece combustível, vi isso na imprensa de Teresina e tive a preocupação de ligar para alguns policiais… Recebi essa informações de militares e fico com a palavra deles que é quem está indo abastecer as viaturas no final de Teresina com combustível doado por empresários porque o poder público não está doando o seu papel".

Outro lado

O Blog do Ludwig fez contato com o comandante do 11º Batalhão da Polícia de Timon, coronel Hormann Schnneyder para saber sua versão sobre a denúncia feita pelo vereador Anderson Pêgo. “Meu amigo isso é fake. Todas as nossas viaturas estão abastecidas, com o policiamento nas ruas e atendimento normal as ocorrências. Inclusive, lhe convido a participar das nossas blitz no período da tarde para você mesmo testemunhar o trabalho do 11°Batalhão”, disse o coronel Schnneyder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com