Propaganda Superior

Propaganda Superior

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

APAE e APAC recebem mercadorias doadas pelo Judiciário de Timon

Bens estavam no depósito judicial e não foram reclamados pelos donos

A 2ª Vara Criminal de Timon fez a doação, na última quarta-feira, 23, de bens apreendidos vinculados a inquéritos policiais e processos que tramitaram na unidade, que estavam em poder do Judiciário da comarca e não foram procurados pelos seus proprietários ou representantes. 

A doação foi determinada pelo juiz Francisco Soares Reis Júnior (2ª Vara Criminal) na Portaria  n. 2887/2020, que também autorizou a destinação de outros materiais inservíveis e sem valor comercial para incineração, realizada no dia 11 de setembro, na fornalha da Cerâmica “Barro Forte”, em Timon. No documento, o juiz ressalta que os objetos doados não ultrapassam o valor de dois salários-mínimos (R$ 2.090,00).

Foram beneficiadas com a doação dos materiais a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) e a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), representadas por Maria Aparecida da Silva Santos e Marineuda Alves de Sousa Marques, que receberam dos servidores do fórum equipamentos de som, relógios, óculos, celulares, tablets, monitores, TVs, câmera fotográfica, carteiras porta-cédulas, dentre outros objetos.

Na portaria que regulamentou a doação, o juiz ressaltou que os objetos, tanto os inservíveis quanto os que não tinham comprovação da propriedade deles, estavam guardados no depósito judicial, que precisava ser desocupado. “Muitos desses bens persistem depositados indefinidamente, mesmo depois do término dos respectivos processos, ocasionando sua deterioração e imprestabilidade para o fim a que se destinam”, ressalta o documento.

A saída encontrada para liberar os bens foi beneficiar a comunidade local com a doação para as entidades assistenciais do município que se cadastraram junto à diretoria do fórum, na medida dos seus interesses.

BENS APREENDIDOS

A incineração de bens inservíveis nas comarcas segue as disposições do Tribunal de Justiça do Maranhão e da Corregedoria Geral da Justiça no Provimento 16/2018, que disciplina sobre a destinação de bens apreendidos em procedimentos criminais com trâmite nas unidades judiciais do Poder Judiciário do Maranhão. Segundo essa norma, “o depósito dos bens e objetos apreendidos deve perdurar apenas pelo período de tempo estritamente necessário à persecução criminal”. A doação, segue, ainda, as orientações contidas no “Manual dos Bens Apreendidos” do Conselho Nacional de Justiça, de 2011. As informações são da Corregedoria.

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

MPMA e MPE assinam Recomendações para respeito às medidas de prevenção à Covid-19 no período eleitoral

Procurador-geral e procurador regional eleitoral assinaram Recomendações

O procurador-geral de justiça, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, e o procurador-regional Eleitoral, Juracy Guimarães, assinaram, na manhã desta sexta-feira, 25, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, duas Recomendações conjuntas, com o objetivo de garantir o respeito às medidas de prevenção à pandemia da Covid-19 durante o período de campanha eleitoral.

Os documentos - destinados a partidos, candidatos e promotores eleitorais – têm a finalidade de aperfeiçoar as orientações de prevenção e controle da transmissão do coronavírus no Maranhão.

A primeira Recomendação, destinada a partidos políticos e candidatos, indica a observação das orientações contidas no Parecer Técnico da Vigilância Sanitária Estadual, que trata das regras de prevenção à pandemia por Covid-19.

O documento indica que partidos e candidatos se abstenham de promover eventos que ocasionem aglomeração de pessoas, como comícios, carreatas, passeatas, caminhadas, reuniões e confraternizações.

Também orienta para que sejam evitados o uso e a distribuição de materiais impressos como cartilhas, jornais e santinhos e que seja dada preferência ao marketing digital.

Outra orientação se refere à observação dos cuidados sanitários nos comitês ou locais de reuniões político-partidárias. Sendo assim, devem ser respeitados o distanciamento de 1,5m entre as pessoas; o uso obrigatório de máscaras de proteção individual e protetores faciais; o incentivo da higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel, produtos que devem ser disponibilizados aos presentes. Além destas medidas, devem ser providenciadas a limpeza, desinfecção e ventilação dos locais.

Em relação ao dia das eleições, os candidatos devem: evitar levar acompanhantes ao local de votação; abster-se de entrar em contato físico com eleitores, mesários e fiscais; observar a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção individual nos locais de votação; utilizar espaços amplos e abertos para contato com a imprensa e produção de entrevistas.

FISCALIZAÇÃO

A segunda Recomendação é destinada aos promotores de justiça com atribuição nas áreas eleitoral e de saúde e objetiva a atuação na prevenção e repressão de eventos que gerem aglomerações na campanha eleitoral.

Aos membros com atribuição na área eleitoral foi recomendado que empreendam esforços no sentido de impedir a realização de atos de campanha que contrariem as medidas de prevenção e controle da disseminação da Covid-19, estabelecidas no parecer técnico da Vigilância Sanitária Estadual, de 18 de setembro de 2020.

Caso tomem ciência de aglomerações já promovidas, os promotores eleitorais devem informar o promotor de justiça com atribuição na área da saúde para a adoção das providências cabíveis.

Para os membros do Ministério Público com atribuição na área da saúde foi recomendado que busquem atuar no sentido de responsabilizar os agentes que tenham gerado aglomerações ou criado ambiência favorável à propagação da Covid-19, com risco à saúde pública e, caso compreendam necessário, requisitem instauração de inquéritos policiais e promovam as ações penais e cíveis cabíveis, incluindo ações por danos morais coletivos.

Sobre as Recomendações, o procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, afirmou que têm o objetivo de integrar as ações institucionais para garantir um período eleitoral regular e que não comprometa a saúde da população. “Nós estamos unindo e compartilhando esforços e procedimentos para que o Maranhão não retorne a um patamar grave da pandemia. Este é o nosso objetivo: cuidar da saúde do nosso povo”.

O procurador-regional eleitoral, Juraci Guimarães, declarou que as manifestações objetivam orientar os partidos e candidatos para o cumprimento das medidas previstas no parecer da Vigilância Sanitária Estadual e, ainda, indicar aos promotores eleitorais e da saúde para que tomem providências que coíbam práticas irregulares que promovam aglomeração, com a apuração dos fatos e a punição dos responsáveis. “O objetivo é garantir um período eleitoral com respeito as normas sanitárias”, concluiu.

Também participaram reunião o promotor eleitoral Pablo Bogéa e a promotora de justiça e chefe de gabinete Teresa Muniz de La Iglesia. As informações são do MPMA.

Ex-prefeita é condenada a devolver mais de R$ 1,5 milhão aos cofres públicos

A ex-prefeita do município de Bom Jardim (2013-2015), Lidiane Leite da Silva, foi condenada pelo TCE-MA, em dois processos por convênios considerados irregulares, a devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 1.066.024,79 e a pagar multas no valor de R$106.602,47.

O conselheiro-substituto, Melquizedeque Nava, acatou parecer do Ministério Público de Contas no processo 1760/2018, pelo julgamento irregular das contas do Convênio nº19/2013, feito com a Secretaria de Cidades e Desenvolvimento Urbano – Secid, em quenão houve prestação de contas dos recursos recebidos pelo município. Nesse processo, a ex-prefeita foi condenada ao pagamento de R$ 601.522,65, com os devidos acréscimos legais, além da aplicação de multa de R$ 60.152,26.

Malrinete dos Santos Matos, que assumiu definitivamente a prefeitura em setembro de 2015, foi condenada a pagar uma multa de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), por não haver recomendado ao órgão competente a instauração de tomada de contas especial.

No processo nº 1790/2018, o conselheiro-substituto Melquizedeque Nava também acatou parecer do Ministério Público de Contas, condenando Lidiane Leite da Silva ao pagamento de R$ 464.502,14, com os devidos acréscimos legais, por conta do município de Bom Jardim não ter prestado contas da primeira parcela do Convênio nº 253/2013, também com a Secid. Foi aplicada ainda à Lidiane Silva a multa de R$ 46.450,21.

Também neste processo Malrinete dos Santos Matos, prefeita de Bom Jardim a partir de 09/2015, foi condenada ao pagamento de multa de R$ 5.000,00, pelo mesmo motivo do processo anterior.

Prefeita ostentação – Lidiane Silva ficou conhecida nacional e internacionalmente como prefeita ostentação por exibir sem qualquer preocupação fotos de luxo nas redes sociais e por ser acusada de desvio da verba da merenda escolar. A prefeita chamou atenção com a rotina de viagens, festas, roupas caras, veículos e passeios de luxo, incompatível com o salário de pouco mais de R$ 12 mil que recebia como prefeita de Bom Jardim. Em um dos seus posts mais polêmicos, ela afirmava: "Devia era comprar um carro mais luxuoso pq graças a Deus o dinheiro ta sobrando (sic)".

Em agosto de 2014, Lidiane tornou-se alvo da Operação Éden da Polícia Federal do Maranhão. A gestora foi acusada de desviar recursos do Fundeb, do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), da reforma das escolas e das refeições destinadas aos estudantes. Após onze dias presa, Lidiane Leite conseguiu obter na justiça a revogação de sua prisão. Porém, foi decidido que passaria a usar uma tornozeleira.

Em 09 de agosto de 2016, Lidiane foi reempossada como prefeita de Bom Jardim. A volta se devia ao fato da Câmara Municipal de Bom Jardim ter revogado um decreto que havia decidido pela perda do mandato de Lidiane. Em 11 de agosto de 2016, Lidiane é novamente afastada (pela quinta vez), a pedido do promotor Fábio Santos de Oliveira, titular do município, e acatado pela juíza Leoneide Delfina Barros, da 2º Comarca de Zé Doca.

Em novembro de 2019, Lidiane foi condenada a seis anos e quatro meses de prisão em regime semiaberto por desvio de R$ 3,5 milhões em contratos superfaturados para execução de obras de infraestrutura em estradas vicinais na zona rural do município. De acordo com o Ministério Público do Maranhão, os serviços foram contratados por licitação fraudulenta. As informações são do Tribunal de Contas do Maranhão.

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Setur capacita colaboradores dos Centros de Atendimento ao Turista

Programa de Reconhecimento aos colaboradores foi lançado durante a capacitação

A Secretaria de Estado do Turismo (SETUR) realizou na tarde quinta-feira (24), o terceiro curso de Qualificação Profissional para os colaboradores dos Centros de Atendimento ao Turista (CAT’s), desta vez, sobre o Polo São Luís. Ao todo, serão oferecidos 11 cursos de atualização.

A ação faz parte de um planejamento estratégico de ações da Setur, que por meio do Programa Mais Qualificação e Turismo, visa o aumento dos padrões de qualidade na recepção ao turista e aumentar a visitação nas cidades de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Alcântara.

De acordo com o Secretário de Estado do Turismo, Catulé Junior, esses cursos serão importantes aliados na retomada do turismo. “O Governo desde o início da sua gestão tem incentivado o Turismo no Maranhão, divulgando os polos turísticos e capacitando os guias de turismo. Neste momento, a qualificação é uma das molas para que o setor volte com tudo após este período de pandemia”, enfatiza o gestor, Catulé Júnior.

O curso de ‘Informações Turísticas’ com foco no Polo São Luís foi ofertado aos guias dos CAT’s do Aeroporto, Rodoviária, Raposa, Cujupe e Espigão e faz parte do compromisso com o governo dos 10 polos, de levar os cursos a todos que lidam com o Turismo no nosso Estado.

Segundo a coordenadora dos Centros de Atendimentos aos Turistas, Fernanda Guterres, cada vez mais, os turistas têm buscado mais informações nos CATs, que passam constantemente por aperfeiçoamento para atender às demandas que surgem no dia a dia. “Estamos recebendo cada dia mais turistas nos nossos centros e os cursos foram idealizados para promover o processo contínuo de qualificação no atendimento aos visitantes”, afirma Fernanda Guterres.

As atividades são voltadas às especificidades e padrões culturais de cada polo turístico, visando o aumento da empregabilidade, a melhoria da qualidade de vida, o desenvolvimento sustentável e a autogestão.

Segundo a coordenadora de Turismo dos dois CAT’s de São José de Ribamar, Shirlei Rabelo, essa parceria trouxe conhecimento, fortalecendo turismo do estado. “O nosso turismo precisa continuar se fortalecendo, e de mãos dadas, iremos passar pelo ‘novo normal’ e conseguiremos mostrar as belezas naturais do nosso estado a todos que vem nos visitar”, enfatiza Shirlei Rabelo.

Esteve presente também no curso de qualificação em informações turísticas, o secretário adjunto de Esporte e Lazer, Antônio Luís e o assessor de Esporte e Lazer da SEMTUR de São José de Ribamar, Antônio França.

Programa de Reconhecimento

Diante disso, além dos cursos já ofertados, a Setur lançou o Programa de Reconhecimento dos colaboradores, com o intuito de estimular as boas práticas nos CATs, motivando os colaboradores na busca pela excelência no atendimento ao turista.

Com base em indicadores operacionais, os nove colaboradores com melhor pontuação receberão taça ouro, prata e bronze de reconhecimento e passeio com hospedagem e alimentação em Barreirinhas, Raposa e São Luís.

Sobre o Polo São Luís

O Polo São Luís está localizado na região costeira do estado, na área central do litoral maranhense. A maioria de seus municípios se localiza em uma ilha, sendo a cidade de São Luís seu principal atrativo e capital do estado. Ainda fazem parte do Polo, os municípios de São José de Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar e Alcântara, esta última, a única cidade que se localiza no continente.

Timon: Schnneyder e Henrique Júnior se reúnem com a Juventude Guerreira

Realizada grande reunião da juventude guerreira com Schnneyder e Henrique Júnior em Timon

A noite da última quarta-feira, 23, foi marcada pelo estreitamento dos laços entre o presente e o futuro de Timon na reunião da juventude guerreira promovida, pelos pré-candidatos a prefeito, Comandante Schnneyder e vice-prefeito de Timon, Henrique Júnior.

Reunindo centenas de jovens, estudantes, profissionais liberais, autônomos, empresários, entre outras categorias que buscam melhorias para o município de Timon, o Comandante Schnneyder apresentou suas propostas relacionadas à juventude timonense e ouviu dos presentes os principais anseios para construírem uma cidade melhor.

O jovem pré-candidato a vice-prefeito, Henrique Júnior, contou sua trajetória política de luta, passando desde o início de sua militância em Timon, a conquista de uma vaga de vereador do município, em 2016, e a união com o Comandante Schnneyder, na busca da concretização de um projeto de cidade mais justa e acessível para todos.

"O povo de Timon espera por mudança, por novidade. Está clamando por um futuro melhor. Eu tive a humildade de reconhecer que o povo de Timon está abraçando o Comandante Schnneyder para ser nosso próximo prefeito. Por isso juntamos nossos planos de governo, que eram bem parecidos, pois temos a mesma ideia de transformar Timon numa cidade inteligente, sustentável, acessível para todos e são jovens como vocês que vão construir, juntos conosco, esse futuro", destacou Henrique Júnior.

O Comandante Schnneyder destacou que a missão de um gestor é como a missão de um pai ou de uma mãe, que deve cuidar bem dos filhos, dar carinho, dar atenção, ensinar e proporcionar meios para que eles possam crescer e se desenvolver. "Quem ama cuida. Se você tem um filho dá até a vida por ele. Quem ama trata bem, quem ama cativa. No seio familiar é assim e na vida pública também deve ser assim. O gestor deve estar presente, se preocupar, tratar bem, buscar soluções para os problemas de sua população", pontuou.

Schnneyder ressaltou ainda que a reunião era uma oportunidade para estreitar laços e construir uma ligação para a mudança e o futuro de Timon. "Essa noite estamos estreitando os laços, formando amizades, firmando compromissos. A hora é agora. Esse é o momento. O momento da mudança. E vamos construir esse futuro juntos. Vamos mudar, juntos, a história de Timon. Vamos mudar os rumos dessa cidade, não com vaidades, mas com compromisso" destacou.

Um dos presentes que usou a palavra para questionar o pré-candidato foi o jovem campeão de Muay Thai Randaylton Santos, que cobrou mais incentivo ao esporte no município. O comandante Schnneyder afirmou que a mudança que Timon quer e precisa não é simplesmente trocar duas famílias que se revezam no poder e colocar outra pessoa.

"Não é apenas trocar por trocar, vamos promover uma mudança de atitudes. Colocar a saúde do município para funcionar, valorizar, de verdade, os professores, revitalizar os espaços públicos, criar um calendário cultural e esportivo. Dar incentivo a jovens atletas e jovens empreendedores, para que nossos jovens cresçam e ajudem Timon a crescer junto", concluiu.

Um dos pontos altos do encontro aconteceu quando o comandante ouviu de um estudante que se sente atingido quando ouve os adversários do comandante o chamarem de “forasteiro”. Nesse momento, Schnneyder perguntou a todos quem não havia nascido em Timon, mas que amava a cidade e se importava com seus rumos. A maioria, de pé, aplaudiu o comandante e renovou o compromisso de lutarem pelo melhor para a cidade que escolheram para morar, assim como Schnneyder e sua família fizeram.

Belezinha toma posse na Assembleia Legislativa com licença de Detinha

Na tribuna, Belezinha afirmou que sua conduta parlamentar será pautada em ações que estejam em sintonia com o povo

Foto: Kristiano Simas
A suplente de deputada estadual Maria Ducilene Pontes, “Belezinha” (PL), tomou posse na Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta quarta-feira (23), em substituição à titular da vaga, deputada Detinha, também do PL, que saiu de licença. O ato de posse aconteceu na sessão plenária, sob o comando do chefe do Parlamento maranhense, deputado Othelino Neto (PCdoB). 

Em seu pronunciamento, Belezinha disse que pretende pautar a sua conduta parlamentar em ações e posições que estejam em sintonia com a confiança depositada pelo povo. Afirmou ainda que espera somar com os demais parlamentares para, juntos, construírem um Maranhão melhor.

“Com humildade e determinação, peço a Deus sabedoria e entendimento para cumprir esta missão da melhor maneira possível”, destacou a parlamentar.

O presidente Othelino Neto saudou a deputada recém-empossada ressaltando que a Casa a recebia com o mesmo respeito dispensado a todos os parlamentares. “Que o mandato que a senhora passa a exercer a partir de hoje sirva para o povo do Maranhão, em especial à região do Baixo Parnaíba e à cidade de Chapadinha, onde construiu sua história na política maranhense”, disse.

Passagem Franca: Ministério Público ingressa com representação contra prefeito e candidato a vice

O Ministério Público Eleitoral de Passagem Franca ingressou com representação por propaganda eleitoral antecipada contra o prefeito e candidato à reeleição Marlon Saba de Torres, o candidato a vice na mesma chapa José Antônio Rodrigues da Silva Júnior, e contra o partido deles, o PTB.

O MP requer que os representados sejam intimados para, no prazo de 48 horas, removerem as publicações que divulgam intensamente suas pré-candidaturas em redes sociais, bem como para apresentarem defesa em igual prazo, conforme determina o artigo 96, da Lei nº 9.504/97.

Foi solicitado, ainda, que ao final do processo, seja julgada procedente a representação, reafirmando-se a determinação de remoção da propaganda das redes sociais dos pré-candidatos, com a condenação deles ao pagamento da multa prevista na lei eleitoral.

Segundo o promotor de justiça Carlos Allan Siqueira, a representação foi formulada após denúncias de que os pré-candidatos estavam usando suas redes sociais para divulgar atividades de campanha. Levantamentos da Promotoria de Justiça Eleitoral de Passagem Franca verificaram que a convenção municipal do PTB foi realizada no dia 16 de setembro de 2020, em endereço nas proximidades do fórum eleitoral, com intensa divulgação nas redes sociais, apresentação de quadrilha junina e a realização de grande carreata (com motocicletas e veículos) pelas ruas da cidade, após o evento político, com o uso abusivo de sons automotivos e foguetes.

Além disso, a convenção reuniu uma multidão com a presença de lideranças políticas de municípios vizinhos, sem o necessário distanciamento social e descumprindo o decreto municipal em vigor que trata das medidas de prevenção e combate ao Coronavírus (Covid-19). Nos vídeos e áudios anexados ao processo, há pessoas discursando e tecendo elogios aos pré-candidatos e ao partido deles.

Para o Ministério Público, todas essas ações caracterizam propaganda eleitoral, o que é vedado até o momento pela legislação. Conforme o calendário definido pela Justiça Eleitoral, a propaganda eleitoral só pode iniciar, inclusive na internet, a partir do dia 26 de setembro.

“A propaganda eleitoral antecipada resta caracterizada, vez que os limites da propaganda intrapartidária foram ultrapassados em grande dimensão, com a ciência prévia e a participação dos pré-candidatos supracitados, nos termos das provas acostadas, bem como com o conhecimento geral da sociedade local”, argumentou o promotor Carlos Allan Siqueira. As informações são do MPMA.

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

TJMA deflagra ação institucional de combate às Fake News

A campanha "Fake News Não é Legal" atende a uma das metas prioritárias de gestão da Presidência do TJMA


Mais de 12 milhões de pessoas difundem hoje, no Brasil, notícias falsas com conteúdo deliberadamente produzido para ferir reputações, atacar instituições, criar convicções equivocadas e levar pessoas a tomarem decisões baseadas em inverdades, soterrando versões confiáveis e fidedignas do jornalismo.

São as chamadas fake news, que transformaram os meios digitais de comunicação em um campo minado, com a disseminação de material informativo ardiloso que desvirtua deploravelmente o caráter dialético do jornalismo, cuja razão de ser é a descoberta de importantes verdades.

Com essa preocupação, o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Lourival Serejo, determinou a deflagração de uma ação institucional de combate às fake news (Fake News Não é Legal) que, revestidas de artifícios que lhe conferem aparência de verdade, chegam à enésima potência no Brasil, com práticas torpes de viés explicitamente suspeito.

A Campanha "Fake News Não é Legal" atende a meta 4 das 28 metas específicas de gestão da Presidência do TJMA, que pretende combater o compartilhamento de notícias falsas (fake news) no ambiente de trabalho e na sociedade em geral.

As fake news sugam os recursos jornalísticos para se legitimarem como verdade diante de pessoas que – acreditando estar em contato com uma informação verídica – são usadas como elo para compor uma corrente difusora de notícias falsas.

DISSEMINAÇÃO

Os disseminadores de notícias falsas fazem de tudo para justificar uma mentira, conceito que ficou conhecido como pós-verdade. A novidade associada a esse neologismo consiste na popularização das crenças falsas e na facilidade para fazer com que os boatos prosperem. 

A disseminação de fake news gera implicações gravíssimas no campo jurídico. No aspecto penal, caso a divulgação da notícia falsa seja praticada com ciência do embuste e intenção de ofender alguém, poderá configurar crime contra a honra – calúnia, injúria ou difamação – conforme previsão do Código Penal.

Entretanto, se as implicações penais atingem apenas os que, dolosamente, espalham falsidades pelos meios de comunicação, os efeitos civis podem ser mais abrangentes, alcançando também aqueles que, de forma imprudente, compartilham informações inverídicas.

RESPONSABILIZAÇÃO

De acordo com o Código Civil, qualquer pessoa que causar prejuízos – materiais ou morais – a outro, ainda que por negligência ou imprudência, comete ato ilícito, passível de responsabilização, implicando em pagamento de indenização, multa em caso de descumprimento, retratação, entre outras penalidades.

Ou seja, mesmo que a pessoa não tenha a intenção de causar danos, se não agir com razoável diligência para confirmar as informações que compartilha – em especial aquelas que atribuem fatos ou falas a terceiros – poderá ser chamada a responder por eventuais danos causados.

Evitar ser alvo de informações falsas é fundamental, sobretudo em períodos de tomadas de decisão, como em disputas eleitorais.

COMO SE PREVENIR DIANTE DE NOTÍCIAS FALSAS 

Com o intuito de impedir a divulgação de notícias falsas seguem elencadas algumas dicas produzidas com base em um estudo da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e do Instituto de Tecnologia & Sociedade.

Seja cético com as manchetes 

Notícias falsas frequentemente trazem manchetes apelativas em letras maiúsculas e com pontos de exclamação. Se alegações chocantes na manchete parecerem inacreditáveis, desconfie. Uma estratégia muito utilizada pelos criadores de conteúdo falso na internet é apelar para títulos bombásticos. 

Ler o texto completo é um passo básico para evitar compartilhar fake news. Às vezes, um título é provocativo, mas ele não necessariamente está sendo honesto. Os títulos são feitos para chamar a atenção. Então, é preciso ler o que está escrito para ver se o título se confirma no texto.

Olhe atentamente para a URL

Uma URL (endereço na web) semelhante à de outro site pode ser um sinal de alerta para notícias falsas. Muitos sites de notícias falsas imitam veículos de imprensa autênticos fazendo pequenas mudanças na URL. Você pode ir até o site para verificar e comparar a URL de veículos de imprensa estabelecidos.

Verifique a fonte

Certifique-se de que a reportagem foi escrita por uma fonte confiável e de boa reputação. Se a história for contada por uma organização não conhecida, verifique a seção “Sobre” do site para saber mais sobre ela.

Fique atento a formatações incomuns

Muitos sites de notícias falsas contêm erros ortográficos ou apresentam layouts estranhos. Redobre a atenção na leitura se perceber esses sinais.

Considere as fotos

Notícias falsas frequentemente contêm imagens ou vídeos manipulados. Algumas vezes, a foto pode ser autêntica, mas ter sido retirada do contexto. Você pode procurar a foto ou imagem para verificar de onde ela veio.

Confira as datas

Notícias falsas podem conter datas que não fazem sentido ou até mesmo datas que tenham sido alteradas.

Verifique as evidências

Verifique as fontes do autor da reportagem para confirmar que são confiáveis. Falta de evidências sobre os fatos ou menção a especialistas desconhecidos pode ser uma indicação de notícias falsas. Ver quem escreveu determinado texto é importante para dar credibilidade ao que está sendo veiculado. 

Busque outras reportagens

Se nenhum outro veículo na imprensa tiver publicado uma reportagem sobre o mesmo assunto, isso pode ser um indicativo de que a história precisa ser melhor apurada. 

Observe o vocabulário

As reportagens jornalísticas prezam pelo bom vocabulário e pelo uso correto das normas gramaticais. Por outro lado, as notícias falsas tendem a apresentar uma escrita fora do padrão, com erros de português ou quantidade exagerada de adjetivos. 

Os manuais de redação orientam o jornalista a não adjetivar quando fizer uma reportagem. Existe uma linguagem que é muito particular do jornalista que não é utilizada em um site de notícia falsa.

Caraterísticas gerais das notícias falsas 

– Possui título bombástico;

– Tom alarmista, com palavras como “cuidado” ou “atenção”;

– Omite local, data ou até mesmo fonte (principalmente no caso do WhatsApp);

– Ausência de evidências nem embasamento;

– Coloca-se como único a revelar uma informação;

– Pede para ser repassado a um grande número de pessoas e alega consequências trágicas caso a tarefa não seja realizada;

– Utilização de URL ou até mesmo design gráfico semelhante a veículos conhecidos. As informações são do TJMA.

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Comandante Schnneyder destaca o sentimento de mudança do timonense nestas eleições

Durante entrevista hoje, 22, à rádio Teresina FM, no programa Jornal da Teresina 2ª edição, o pré-candidato a prefeito de Timon Comandante Schnneyder ressaltou que a população timonense aguarda há 30 anos pela possibilidade de interromper a alternância de poder entre duas famílias na prefeitura do município e que esse sentimento de mudança será fundamental nessas eleições.

“Eu quero dizer pra você, timonense, que essa é a hora, a hora da mudança. Há 30 anos o povo timonense espera por essa possibilidade de alternância e agora nós estamos aqui com essa candidatura forte, com nosso nome na boca do povo e isso é importante porque nós estamos presentes na comunidade e esse sentimento de mudança tem a oportunidade de se tornar o maior sentimento dessa eleição”, destacou.

Na questão da saúde, Schnneyder pontuou que é urgente colocar para funcionar bem a estrutura que o município já possui. “A primeira coisa que o próximo prefeito de Timon tem que fazer em relação à saúde é colocar para funcionar aquilo que já existe. Hoje temos cerca de 57 UBS e destas, aproximadamente 20 não funcionam. Há uma preocupação muito grande, principalmente dos diabéticos e dos hipertensos em relação à falta de acompanhamento na atenção básica”, explicou.

Em relação à segurança, Comandante Schnneyder abordou a necessidade do reforço na comunicação entre as forças de segurança. “Precisamos criar uma integração entre as forças de segurança. O policiamento precisa ser mais visível nas comunidades, isso é fato. Nós precisamos ampliar, principalmente o monitoramento, que é algo que capacita muito a inteligência para que a gente possa chegar a resultados que sejam satisfatórios”, pontuou.

Schnneyder revelou que pretende ampliar o efetivo da Guarda Civil Municipal de Timon e intensificar uma estratégia que ele aplicou quando comandou o 11º Batalhão da Polícia Militar em Timon, que é o policiamento na zona rural de Timon. O pré-candidato reforçou ainda que é preciso incentivar a geração de emprego e renda no município, como forma de proporcionar aos jovens uma profissão e desenvolver a economia do município.

Ao ser questionado sobre as últimas pesquisas eleitorais, que apontam o Comandante Schnneyder como líder nas intenções de votos dos timonenses, ele se referiu à preferência do eleitor como o resultado por sua proximidade com a população. “Nós estamos liderando as intenções de votos. Isso porque há uma predisposição nossa em estar junto com a população, a população sente a nossa presença. E o nosso slogan de pré-campanha: se é pra resolver, vamos resolver, deve ser a tônica de um prefeito. O gestor precisa ser presente e eu tenho certeza que nós estamos no caminho certo”.

Ao final, o pré-candidato agradeceu em especial às famílias timonenses pela acolhida, pela aceitação e destacou que seu compromisso foi feito a cada cidadão e a cada cidadã timonense, em transformar Timon numa cidade melhor para todos. “Nós continuaremos a fazer as nossas visitas, de forma humilde com os pés no chão. Eu quero agradecer a todas as famílias timonenses que tem nos recebido. Eu quero dizer pra você, que aqui você terá um homem com compromisso e com a verdade”, concluiu.

Defesa do Meio Ambiente é tema de evento realizado pelo MPMA no Dia da Árvore

Cuidados com a preservação do planeta foram expostos no evento


Em alusão ao Dia da Árvore, o Ministério Público do Maranhão, por meio da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), realizou nesta segunda-feira, 21, o webnário “Laudato Si’ e a Questão da Amazônia – Árvore da Vida”, em parceria com o Fórum Estadual de Educação Ambiental.

Destinado a membros e servidores do MPMA, estudantes e ao público em geral, o evento, que foi transmitido pelo canal da ESMP no Youtube, teve como objetivo discutir os cuidados que todos devem ter com o planeta, com a preservação da Amazônia, em especial da Amazônia maranhense.

Na abertura, o procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, declarou sua satisfação em participar da iniciativa. “Estamos assim demonstrando o comprometimento do Ministério Público com a defesa do meio ambiente equilibrado e saudável”, enfatizou.

A promotora de justiça Karla Adriana Farias Vieira, diretora da ESMP, ressaltou a importância de debater a questão ambiental, num momento em que o Brasil está registrando sérios problemas na área, como as queimadas na Amazônia e no Pantanal.

CONVIDADOS

Para apresentarem a temática do encontro, com a mediação do advogado Sálvio Dino Júnior, integrante do Fórum Estadual de Educação Ambiental, foram convidados o arcebispo de São Luís, D. José Belisário da Silva; o promotor de justiça Fernando Barreto Júnior (coordenador do Centro de Apoio Operacional de Meio Ambiente, Urbanismo e Patrimônio Cultural); os desembargadores Cleones Carvalho Cunha e José Ribamar Castro, do Tribunal de Justiça do Maranhão; e o professor aposentado da Ufma Roberto Mauro Gurgel.

ENCÍCLICA LAUDATO SI’

A encíclica Laudato Si’, escrita pelo Papa Francisco, em 2015, tem como foco o cuidado com a “casa comum”, que seria o universo no qual vivemos. A doutrina busca influenciar as políticas energética e econômica, estimulando um movimento em todo o mundo por mudanças para impedir a degradação global do ambiente, por meio da participação da sociedade na pressão sobre os líderes mundiais para que criem políticas em defesa do setor. A encíclica é inspirada em um poema de São Francisco de Assis, Laudato Si’ (louvado seja), que é tido como obra inaugural da literatura italiana.

O desembargador Cleones Cunha esclareceu que, no documento, o papa critica o consumismo, defende o desenvolvimento sustentável e a necessidade da participação de todos no combate ao desequilíbrio ambiental. “Unir toda a humanidade na construção da casa comum é o que prega a encíclica”, acentuou.

Para o arcebispo D. Belisário, o documento eclesial, ao contrário de impor condutas e atitudes, busca “fomentar o diálogo honesto e fraterno em favor do meio ambiente equilibrado e saudável”.

O promotor de justiça Fernando Barreto Junior enalteceu a necessidade de que as áreas de preservação permanentes da Amazônia tenham o mínimo de intervenção humana. “A ocupação humana já é suficiente, precisamos intervir racionalmente nas nossas cidades”, sugeriu.

Ao final do webnário, foram apresentados vídeos com relatos de experiências exitosas em defesa do meio ambiente. As informações são do MPMA.

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Caxias: Novos equipamentos vão proporcionar mais conforto aos pacientes da maternidade Carmosina Coutinho

A prefeitura de Caxias segue investindo na Maternidade Carmosina Coutinho

A prefeitura de Caxias, por meio da secretaria municipal de Saúde, adquiriu novos equipamentos para a Maternidade Carmosina Coutinho. Os equipamentos foram entregues nesta segunda-feira (21). São novas camas elétricas, aparelhos de ultrassonografia, bisturi elétrico, além de monitores multiparâmetros.

De acordo com Márcia Souza, diretora da maternidade, "Os equipamentos novos servirão para o conforto das pacientes e segurança quanto aos demais procedimentos. É um investimento que só traz benefícios pra população de Caxias e da região".

O investimento na maternidade Carmosina Coutinho é constante. Não somente em novos equipamentos mas também no treinamento e aperfeiçoamento dos profissionais.


A maternidade que ficou conhecida nacionalmente como a "maternidade da morte", agora é reconhecida pelos protocolos médicos de ponta, pelo bom atendimento à mais de 50 municípios.

Com mais de 3 mil nascimentos por ano, a maternidade Carmosina Coutinho agora é conhecida como a maternidade da vida.