Propaganda Superior

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Solidariedade joga bem ao abrir caminho para candidatos a candidato

Simplício Araújo e o diálogo com o deputado Duarte Júnior e o ex-juiz Carlos Madeira
O aparente desnorteio do Solidariedade na busca de um candidato a prefeito de São Luís tem sido, na verdade, um surpreendente exercício de política, que poderá, ou não, resultar na montagem de uma chapa competitiva.

O partido comandado por Simplício Araújo, suplente de deputado federal e secretário de Indústria e Comércio, já contabiliza nos seus quadros o ex-juiz Carlos Madeira, que se aposentou focado no projeto de ser candidato a prefeito. E tem ao alcance da mão os deputados Duarte Júnior (PCdoB) e Yglésio Moyses (sem partido). Político antenado, Simplício Araújo sabe que a candidatura de Carlos Madeira é uma aposta sem maior perspectiva de retorno político e eleitoral, pois servirá mais para introduzir o ex-magistrado federal na movediça seara política do que para participar da disputa com possibilidade real de vencê-la.

No caso de Yglésio Moyses, que o PDT deixou escapar, a aposta seria um pouco mais consistente, por se tratar de um político jovem, extremamente ativo como parlamentar e que está determinado a ocupar espaço no cenário estadual, enxergando essa oportunidade na corrida eleitoral na capital. O deputado Duarte Júnior, um fenômeno eleitoral em busca de densidade política, queiram ou não seus adversários, poderá ser uma das estrelas dessa corrida, seja ou não escolhido candidato do PCdoB.

As articulações em curso podem até não produzir um resultado política e eleitoralmente graúdo, mas não há dúvida de que o chefe do Solidariedade no Maranhão está jogando bem nesse tabuleiro movediço, onde há muito não se via tanta movimentação e ousadia. (Coluna Repórter Tempo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com