Propaganda Superior

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Timon: Segue as reclamações dos demitidos da empresa Mega-On

O caso já merece atenção das autoridades competentes
Irmagem meramente ilustrativa
A gestão do prefeito de Timon, Luciano Leitoa segue sendo alvo de reclamações por parte dos trabalhadores que até tempos atrás prestavam serviços a Superintendência de Limpeza Pública por meio de um contrato da empresa Mega-On Soluções Ltda.

Na tarde desta segunda-feira (11), um desses trabalhadores que pediu reserva do nome e era contratado da Mega-On e prestava serviço na Limpeza Pública de Timon fez contato com o Blog do Ludwig e relatou que após ser demitido ainda não recebeu o último mês trabalhado como também os direitos trabalhistas garantido por lei.

Esse mesmo trabalhador disse que sempre tem feito contato com a empresa Mega-On para saber o que de fato está acontecendo e a informação recebida por ele é de que a prefeitura não estaria fazendo os devidos repasses financeiros e isso estaria dificultando quitar as dúvidas com os trabalhadores.

Segundo ainda esse mesmo trabalhador, são mais de 100 pessoas demitidas na mesma situação que a dele. "A justificativa é sempre a mesma, que a prefeitura aínda não fez o repasse do dinheiro para a empresa", disse.

Outro lado

De imediato esse blogueiro fez contato com a empresa Mega-On para saber a versão sobre essa situação relatada pelo trabalhador. Segundo a funcionária da empresa, os últimos dias trabalhados desses demitidos foi dia 02,05 e 08 do mês passado e que a empresa estaria passando por algumas dificuldades financeiras, mas, que até o final desta semana vão pagar esses trabalhadores.

Sobre os repasses financeiros da prefeitura de Timon para a empresa Mega-On a mesma funcionária disse, "... Estamos com uma certa dificuldade para os órgãos os quais a gente trabalha, e é por isso que a gente está tendo atraso com os nossos funcionários...".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com