Propaganda Superior

sábado, 5 de outubro de 2019

Blitz do programa ‘Mais Infância, Mais Turismo’ realiza ações na orla da capital

Sensibilizar a população e coibir o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes  com foco nos polos turísticos maranhenses. Com esse objetivo, a Secretaria de Estado do Turismo (SETUR) realizou no final da tarde dessa sexta-feira, 04, a primeira blitz de conscientização do programa “Mais Infância, Mais Turismo’ em hotéis, pousadas, bares e restaurantes da orla da Avenida Litorânea, em São Luís. 

O local foi escolhido para ser o ponto de partida da ação, por ser uma área de grande visitação turística e apresentar um grande fluxo de circulação de pessoas que utilizam a orla para prática de esporte e lazer.  

“Estamos dando atenção especial aos nossos atrativos turísticos pois buscamos implementar nosso turismo de forma sustentável, sem crime, sem abusos, na certeza que sejam locais seguros para todos desfrutarem. Essa campanha que lançamos recentemente vem sensibilizar, de forma coletiva, para maior proteção das nossas crianças e adolescentes” afirmou o secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior.

Abordagens informativas nos estabelecimentos com diálogo com funcionários, clientes e hóspedes desses estabelecimentos foram realizadas na ação. Assim como a entrega e afixação de materiais informativos como cartazes, adesivos e bottons em áreas de fácil visibilidade nos estabelecimentos visitados.  

O empresário Alessandro Silva, proprietário do bar Sete Estrelas, parabenizou a ação e classificou como sendo de extrema importância para alertar a população a respeito dos casos de exploração sexual infantil.  

“Essa ação é mais um incentivo dos órgãos públicos de coibir essa prática de abuso sexual contra essas crianças que precisam de nosso auxilio para a defesa, além de conscientizar as pessoas a denunciarem quando, por ventura, vir a presenciar algum tipo de prática nesse sentido. A população se unindo e dando as mãos fica mais forte essa corrente”, disse o empresário. 

A proprietária da Pousada Recanto do Sol, Regiane Assunção, destacou como bastante necessária a ação educativa para a população em geral saber como pode contribuir. “Não adianta nada só os órgãos públicos fazer sua parte se a população também não contribuir nesse sentido. Nós precisamos também ajudar e denunciar às autoridades essas práticas de abusos sexuais que essas as crianças sofrem”, destacou. 

Para a coordenadora do programa “Mais Infância, Mais Turismo”, Wanda Bitencourt, a primeira ação educativa e de conscientização foi um sucesso e destacou a adesão e a receptividade da campanha. “A sensação inicial é de dever comprido. Ficamos bastante felizes com a adesão dos estabelecimentos visitados. Fomos bem recebidos e isso nos deixa muito felizes. Agora é manter o foco nas próximas ações para obtermos êxito, assim como foi essa primeira ação”, destacou a técnica da Setur.

O eletricista João Monteiro, que é frequentador assíduo da Avenida Litorânea, destaca a importância de se falar sobre esse tema delicado para sociedade. 

“Assistimos frequentemente na televisão casos de abusos sexual contra crianças serem cometidos e fica triste quando sabe dessas coisas. Informação de como denunciar nunca é demais”, frisou. 

Ainda durante o mês de outubro a blitz do ‘Mais Infância, Mais Turismo’ irá visitar estabelecimentos como postos de gasolina, na BR-135 e também na região da área do Itaqui Bacanga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com