Propaganda Superior

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Deputado Rafael Leitoa vota por aumento dos salários de servidores do TJMA

Na manhã desta terça-feira (17), o deputado Rafael Leitoa participou da sessão que aprovou o Projeto de Lei 018/2019, cujo texto reajusta os vencimentos dos servidores do Poder Judiciário do Maranhão em 2,94%. Aprovado por unanimidade, o aumento agora vai para sanção do governador.

Antes de votarem o PL 018/2019 no plenário da Assembleia Legislativa, uma emenda do deputado Rafael Leitoa, a 001/2019, foi rejeitada por unanimidade pelos deputados a pedido do próprio autor. Segundo o deputado Rafael, a emenda havia sido apresentada pela inconsistência das informações financeiras e impactos sobre o pagamento do retroativo, caso o aumento de 2,94% fosse aprovado. “A emenda foi necessária. A SEPLAN não teve a informação completa por parte do TJMA. Teríamos que ter a certeza dos recursos financeiros. Os recursos já estão em poder do TJMA. Então, peço rejeição da emenda para garantir o pagamento dos retroativos”, indicou Rafael Leitoa antes da votação.

A rejeição da emenda indicada pelo deputado Rafael Leitoa, foi elogiada por vários deputados, inclusive da oposição. Wellington do Curso, comentou da coerência do deputado Rafael em analisar e votar pela rejeição da emenda. “O deputado Rafael traz calmaria e estabilidade para os anseios dos servidores do Poder Judiciário. Estávamos temerosos com relação a essa sua emenda que retirava a retroatividade. Mas com muita prudência, com muita cautela, Vossa Excelência aguardou os levantamentos por parte da SEPLAN para que pudesse fazer o seu posicionamento e solicitasse à base do Governo a votação. Hoje o que eu quero fazer é um elogio de público ao Deputado Rafael Leitoa, pelo empenho, pelo trabalho, pela forma como ele conduziu essa tratativa e os benefícios para os servidores do Judiciário”, parabenizou o deputado Wellington.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com