Propaganda Superior

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Caxias: Chapa Velozo e Ironaldo é incentivada nos bastidores

Juiz Velozo e o empresário Ironaldo Alencar são nomes citados em Caxias numa possível formação de chapa na disputa pela prefeitura
Ironaldo Alencar e o juiz Velozo
O silêncio do juiz Antonio Velozo acerca de uma pretensa candidatura sua a prefeito de Caxias (MA) na eleição vindoura tem forçado um movimento de articulação em favor de uma aliança que, caso consolidada, resultaria na chapa Velozo e Ironaldo Alencar. Por enquanto é tudo ainda no campo da especulação, mas já ouviu algumas vozes com trânsito entre os dois defendendo a ideia.

De fato, uma chapa encabeçada por Velozo e Ironaldo – independente de qual dos dois nomes seria o candidato a prefeito e a vice – teria força suficiente para abalar a atual conjuntura político-partidária de Caxias, que tem andado modorrenta desde o falecimento do ex-prefeito Humberto Coutinho, em janeiro de 2018.

As informações são do Blog do Ricardo Marques.

A classe empresarial, muito provavelmente, aderiria em peso. Na classe política, não se deve descartar a migração de grupos de relevante presença na seara local, seja pela força de articulação de Ironaldo ou mesmo pela novidade expressada na figura de Velozo, que tem um perfil muito parecido com o do governador Flávio Dino.

Entre os argumentos que este redator ouviu está a proximidade de Ironaldo com a deputada Cleide Coutinho (PDT), indiscutivelmente uma líder de muita força e densidade eleitoral em Caxias e região. “Se Cleide Coutinho abraçar a causa, não tem para ninguém”, disse um interlocutor.

É fato que Ironaldo somente pensaria no assunto se tiver a anuência de Cleide.

A ideia de uns, inclusive, seria a deputada Cleide convidar e filiar Velozo no PDT, movimento que colocaria o partido no centro do debate político-eleitoral visando o pleito do próximo ano.

Entretanto, alguns obstáculos precisam ser superados. Ironaldo não tem dado demonstração de que pretenda voltar a disputar cargo eletivo. E Velozo teria que se decidir entre continuar juiz ou pedir aposentadoria para mergulhar de vez na seara político-partidária. Os dois conversaram longa e demoradamente durante um almoço em homenagem às mães, ontem, no sítio de Ironaldo. Ninguém sabe o que eles tanto conversaram. Talvez nem tenham falado sobre política. Mas todos que lá estavam ficaram curiosos para saber...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com