Propaganda Superior

terça-feira, 2 de abril de 2019

Rubens Júnior diz que não é hora de falar sobre eleição

Cotado para suceder o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda, o deputado federal licenciado e secretário Rubens Júnior diz que não é hora de falar sobre eleição
Antes de completar o primeiro mês do segundo mandato como deputado federal, o advogado Rubens Júnior (PCdoB) foi surpreendido pelo convite do governador Flávio Dino para integrar sua equipe, licença que possibilitou o retorno do ex-deputado Gastão Vieira (PROS) ao Congresso Nacional. A opção pelo parlamentar comunista é vista por alguns segmentos como uma clara sinalização do governador de que pretende conquistar a Prefeitura de São Luís para o seu partido, o que abriria uma conflito entre PCdoB e PDT, partido do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e que pretende manter-se no comando da capital, conforme já manifestaram vários dos seus militantes, dentre eles o mais forte deles, o senador Weverton Rocha.

Nesta entrevista exclusiva a Maranhão Hoje, porém, o deputado diz que o momento não para se debater eleição, mas de trabalhar, pois é isto que a população espera de quem acaba de vencer uma eleição, numa menção à vitória de Flávio Dino no ano passado.

Rubens Júnior diz que sua principal meta é dar continuidade ao trabalho iniciado pelo Governo em 2015, mas elege a construção de 1,5 mil unidades habitacionais no Parque Independência, projeto que é financiado pela Caixa Econômica Federal.

Apontado como um dos deputados mais combativos na Câmara Federal, Rubens Júnior admite que a reforma da Previdência Social é necessária, porém não concorda com os prejuízos dos mais pobres. Ele também critica o modelo proposto para um possível aumento da aposentadoria. “Acabar com a solidariedade no regime da previdência, adotando o regime de capitalização só atende aos interesses dos mais ricos e do mercado financeiro”, critica.

Confira alguns trechos da entrevista entrevista:

Quais são suas prioridades para a pasta das Cidades?

– Dar continuidade aos programas em execução, com destaque para a Regularização Fundiária, fazendo ampliação do número de beneficiados; levar os programa Cheque Minha Casa para todas as regiões do Maranhão; continuar a entrega de habitações urbanas e rurais; e entregar novos equipamentos públicos urbanos para São Luís e outras cidades do nosso estado.

Sua atuação tem tudo a ver também com o turismo. Há alguma articulação com a Secretaria de Turismo para que as cidades possam melhorar e atender melhor seus visitantes?

– Há vinculação com a Secretaria de Turismo para que nós elaboremos projetos de equipamentos públicos modernos, integrados e sustentáveis, dando uma maior visibilidade da nossa cidade, garantindo qualidade não só aos habitantes, mas também para os visitantes. Acreditamos que a infraestrutura e os atrativos naturais e culturais poderão divulgar ainda mais o Maranhão no Brasil e no exterior.

O que muda na sua atuação política após vários anos de vida no parlamento e agora exercendo uma função no Executivo?

– Continuamos com a mesma atuação política, mesmo estando em uma nova função. Os mesmos princípios que nortearam a minha atuação como deputado estadual, e como deputado federal, também nortearão o nosso trabalho à frente da secretaria. Aqui não posso cometer erros que eu denunciei quando era líder da oposição. Manteremos a coerência e esperança de trabalhar constantemente para um Maranhão de todos nós.

Procede a informação de que o senhor estaria na lista do que podem ser lançados para sucessão de Edivaldo Holanda Júnior?

– Estamos em 2019. Ainda não é hora de pensar em pré-candidatura de ninguém. Deixemos esse debate para 2020. Esse é o momento de todos colocarem foco na gestão pública. O povo espera é que quem ganhou, governe, e governe bem.

Caso isto se confirme, haverá acordo com os demais partidos que são aliados do Palácio dos Leões ou haverá um embate também entre eles?

Não é o momento de se discutir eleição. Este debate será feito no segundo semestre do ano de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com