Propaganda Superior

segunda-feira, 29 de abril de 2019

“É fundamental termos uma imprensa livre”, afirma Wellington do Curso

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) afirmou que a liberdade de imprensa é fundamental para o bom funcionamento da democracia. A fala do parlamentar surge em meio a vários atos e opiniões que visam ao cerceamento da atuação dos profissionais de comunicação que atuam de forma independente.

Wellington do Curso argumenta que, para a existência de uma sociedade mais justa, necessita, naturalmente, possuir livre manifestação, assim como o direito básico à informação.

O parlamentar lembra o surgimento de blogs independentes no país, que abriram uma nova fronteira do jornalismo, uma vez que a informação estava concentrada nas mãos dos grandes veículos de comunicação tradicionais: jornais impressos, emissoras de televisão e rádio.

De acordo com Wellington do Curso, o agente público tem que estar preparado para receber críticas e que mesmo não concordando com o posicionamento do emissor, a livre manifestação é fundamental no processo de consolidação da democracia. Muito embora em alguns momentos ocorram excessos ou publicação de inverdades (fake news), mas precisam ser esclarecidas, restabelecendo a verdade e não silenciando a informação por meio de ações judiciais e perseguições, às vezes até patrocinadas com dinheiro público. 

“Já fui muito hostilizado, prejudicado e até vítima de inverdades, mas nunca processei os profissionais da imprensa. Entendo que o uso da Justiça tem sido uma forma de tentar amedrontar os profissionais da imprensa. Não vivemos numa ditadura e muito menos num estado exceção, onde tentam implantar a ‘república do pensamento único’, com demagogia e hipocrisia”, declarou Wellington.

Wellington classifica qualquer tentativa de cercear a atuação ou induzir a censura de profissionais da imprensa como um grave atentado à democracia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com