Propaganda Superior

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Vereador lamenta ausência de Luciano Leitoa na Câmara de Timon e denuncia a situação da Saúde e os salários atrasados

Vereador Antunes Macedo lamentou a ausência do prefeito Luciano Leitoa na abertura dos trabalhos do Legislativo e denunciou a situação da Saúde de Timon e dos salários atrasados
Na sessão da última quarta-feira (06), o vereador Antunes Macedo (PSDB) durante discurso lamentou a ausência do prefeito Luciano Leitoa na abertura dos trabalhos do Poder Legislativo como também aproveitou para denunciar a situação preocupante da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Timon e o atraso nos pagamentos dos salários dos garis.

"A maioria dos prefeitos vão à suas Câmaras Legislativas ler a mensagem do Executivo para a população do seu município do ano de 2019. Mas, infelizmente em Timon o prefeito não comparece na abertura dos trabalhos da Câmara para dizer a população o que ele fez no ano anterior e o que ele tem a fazer no ano corrente”, lamentou o vereador Antunes Macedo.

Sobre a situação da Saúde no município o parlamentar do PSDB denunciou, “Nós cidadãos de bem dessa cidade, temos que tomar providência porque as dificuldades são em todos os seguimentos da administração. Se você vai para a Saúde, os postos de saúde estão sem médicos, sem medicamentos e a população sofrendo. A UPA está superlotada, a UPA está fazendo um trabalho que não é da sua prerrogativa, até de prevenção porque os postos de saúde não estão funcionando. E agora como membro da Comissão de Saúde da Câmara irei fiscalizar mais de perto a Saúde no município porque é um dos maiores patrimônios do ser humano”.

Atraso de salário na gestão Luciano Leitoa

"Quero aqui também denunciar a situação dos garis de Timon, são três meses com seus salários atrasados e mais o décimo terceiro de uma classe sofrida e que vive numa situação insalubre. Esses garis trabalham com todos os tipos de bactérias e verminoses que vocês possam imaginar e não tem dinheiro sequer para se alimentarem e com isso evitar certas doenças. Uns dizem que o problema é da Mega-On, mas, a Mega-On alega que o problema é da prefeitura de Timon e fica esse vai e volta uma jogando para outra. Temos que visitar a sede da Mega-On e saber dela oficialmente o que está acontecendo, se é a prefeitura que não está repassando os recursos e a partir daí tomarmos medidas drásticas para fazer o Executivo pagar os salários desses profissionais tão sofridos", disse o vereador Antunes Macedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com