Propaganda Superior

Propaganda Superior

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

"O pior governo para os servidores efetivos", diz sindicato sobre a gestão Luciano Leitoa

Sinsep: "A cada ano servidor é sacrificado em nome de um projeto politico de poder"
"O governo do prefeito Luciano Leitoa ficará marcado na história de Timon como o pior governo para os servidores efetivos

Sem lei de reajuste, servidores terão mais um duro golpe em seus vencimentos

Os servidores efetivos entraram no ano de 2019 sem plano de cargos e sem reajuste.

No ano de 2019 os servidores de nível fundamental e médio terão seus vencimentos achatados mais uma vez caso o prefeito não encaminhe a lei de reajuste para a Câmara Municipal. Enquanto o salário mínimo nacional foi reajustado para R$ 998,00 com vigência no ano de 2019, o menor vencimento do funcionalismo público em Timon permanecerá de R$ 983,85 no ano de 2019.

O vencimento base dos servidores de Timon (por ser maior que o salário mínimo nacional no ano de 2018) não deve seguir a regra do salário mínimo para que não haja ainda mais perda salarial, esse percentual deve ser discutido com a categoria. Lamentavelmente a cada dia o poder executivo fecha as portas e não demonstra querer dialogar com os servidores por meio dos seus representantes.

O Sinsep mais uma vez tentará uma reunião com o poder executivo para discutir sobre o reajuste de 2019 que deveria ter sido encaminhado em projeto de lei para a Câmara Municipal no ano de 2018 e caso não tenha êxito solicitará colaboração da câmara municipal para esse diálogo.

A situação dos servidores de nível superior lotados na Secretaria de Saúde ainda é mais preocupante porque há mais de cinco anos que seus vencimentos estão congelados e caso não seja encontrada uma solução administrativa por meio de lei será discutido no poder judiciário.

A omissão, ódio e desprezo do prefeito Luciano Leitoa contra os servidores efetivos que não tem plano de cargos ficarão registrados na história". (Do Sindicato dos Servidores Públicos de Timon - SINSEP)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com