Assembleia Legislativa

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Ato contra o Comunismo: cristãos do Maranhão oficializam apoio a Bolsonaro

Há menos de uma semana para as eleições presidenciais neste segundo turno, diversas lideranças cristãs vêm se mobilizando para expressar publicamente seu apoio ao candidato Jair Bolsonaro (PSL). No Maranhão, o presidenciável também tem se fortalecido. No último sábado (20), diversos líderes cristãos de várias denominações, promoveram o Encontro pela Família Maranhense contra o Comunismo e concluíram unanimemente que a igreja será o ícone diferencial para a alteração dos votos em favor de Bolsonaro no Maranhão. 

Realizado no auditório do Grêmio Lítero Recreativo Português, em São Luís, o evento contou com a presença de líderes de mais de 50 igrejas evangélicas, católicas e instituições que defendem verdadeiramente os princípios e valores cristãos, além da participação da coordenação oficial que representa o presidenciável Jair Bolsonaro no Maranhão, sob a liderança da ex-candidata ao governo Maura Jorge.

Segundo o professor Ted Anderson, jurista e palestrante do evento, o encontro foi importante para reunir líderes que se sentiam desprestigiados: “Fomos procurados por lideranças evangélicas que buscavam expressar seu apoio ao candidato Jair Bolsonaro mas que não sabiam a quem recorrer legitimamente. Elas também queriam demonstrar seu descontentamento com o crescimento do comunismo no Estado, no que nos dispomos a contribuir e a mobilizar mais personalidades para assim promover orientações sobre o contexto ideológico do comunismo e do cristianismo”, disse Ted que também é coordenador jurídico da campanha de Bolsonaro e membro da equipe estadual de Maura Jorge.

Durante o Encontro, foi pautado e debatido o contexto político do Brasil. O bispo Mário Porto, um dos palestrantes, destacou que é chegado o momento de os cristãos se posicionarem em apoio a Jair Bolsonaro para presidente: “Vivemos décadas de incertezas e inconstâncias morais e econômicas. A posição da igreja será primordial. A diferença fundamental entre o comunismo e o cristianismo está na ideologia religiosa de ambos. O comunismo é um sistema ateu, que renuncia à toda religião. Já o cristianismo prega o amor a Deus e a todos. Enquanto o comunismo evidencia a luta de classes, o cristianismo tem em si os ideais do Evangelho de Cristo” afirmou Mário Porto que é presidente da Igreja Comunidade Vida.

Ao se posicionar, o pastor Valdir da Igreja Universal reforçou que "estamos em uma guerra e todos nós somos os soldados de Cristo nesta batalha e a arma é o voto". Já o pastor Paulo Dutra da Igreja De Todo o Coração prestou importantes esclarecimentos sobre o comunismo, responsável por milhares de mortes em diversos países de todo o mundo.  

O principal encaminhamento do encontro foi a criação do “Fórum Permanente da Família Cristã contra o comunismo”, como explicou o missionário Erisson Sousa, da Igreja Casa de Oração de São José de Ribamar: “A proposta visa criar um ambiente interdenominacional e plural, onde lideranças cristãs evangélicas maranhenses possam dialogar sobre pautas como, política, aborto, candidatura de pastores, homofobia entre outras, com o foco voltado para a defesa dos valores bíblicos. Como já possuímos no Estado organizações que mobilizam líderes de igrejas, contaremos com elas para promover e fortalecer o Fórum” explicou Erisson.

A importância da vivência da Palavra na prática e a União dos evangélicos em favor da família, foi abordado pelo pastor Francisco Aranha, presidente da Associação dos Ministros do Evangelho do Estado do Maranhão (AME), que na oportunidade também lamentou a ausência e omissão de mais igrejas em favor da luta pelos princípios cristãos. Segundo ele, os verdadeiros cidadãos de bem precisam votar em Bolsonaro porque ele é a única solução para resgatar a ordem e a decência da nação. Em sua fala ele declarou ainda que o presidenciável não é um "candidato perfeito”, mas é o único que defende a família, a moral e os bons costumes.

Como encaminhamento, o grupo pretende mobilizar até o próximo domingo, dias das eleições, o maior número possível de igrejas para auxiliar diariamente nas redes sociais voluntariamente. Estiveram presentes também Pastora Edina (Igreja Missionária Betel Brasileiro - Brasília), Ciro Nolasco (co-fundador do Movimento Pró Família do Maranhão), pastor Wanderson Gomes (Igreja Assembleia de Deus Missão em Coroadinho), Clesio Muniz (paróquia São Paulo Apóstolo), Rogerio Lima (Assembleia de Deus área 14), Inaldo Pereira (membro da Igreja Batista Nacional de Paço do Lumiar), Decivaldo (Igreja Internacional da Graça de Deus), Carlos Nina (presidente do Grêmio Lítero Recreativo Português).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com