Assembleia Legislativa

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Oposição defendia 7,5%, mas, a base do governo Leitoa aprovou reajuste salarial de 6,81% para os professores

Professores exibiam faixas defendendo o reajuste salarial de 7,5%
Sob os aplausos de alguns sindicalistas da área da educação a base do prefeito Luciano Leitoa aprovou em sessão extraordinária na Câmara de Timon nesta terça-feira (28), um reajuste de 6,81% nos salários dos professores da rede municipal enquanto a oposição defendia 7,5%.

Alguns vereadores durante suas falam chegaram a se pronunciar em algo que causou estranheza em todos os presentes, na plateia existia gente na defesa de um aumento menor nos salários, no caso 6,81% ao invés de 7,5%. Esse assunto dominou a pauta no pronunciamento de vários vereadores que diziam não entender.

"Eu estou do lado do reajuste de 7,5%! Eu quero deixar aqui o meu repúdio ao sindicato que não representa sua classe e ao prefeito Luciano Leitoa que não nos deu a oportunidade de discutir o aumento salarial justo porque se essa discussão tivesse chegado em janeiro como era para ter chegado, tinha dado tempo de nós discutirmos. Mas, infelizmente a base do governo Luciano Leitoa defende um reajuste injusto que é 6,81%", disse o líder da oposição, vereador Anderson Pêgo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com