Assembleia Legislativa

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Vereador sobre a estrada do Castelo que foi parar na Justiça: “O esquema lá é pesado!"

Vereador Anderson Pêgo: “É tanta gente envolvida que audiência deve ser feita no auditório do Fórum”
Licitações, processo na Justiça e obras paradas em Timon da gestão Luciano Leitoa e do governo Flávio Dino dominaram a fala do vereador Anderson Pêgo na sessão desta quarta-feira (08) na Câmara de Municipal.

Sobre um imbróglio judicial que há tempo envolve várias pessoas, entre elas, ex-vereador, empreiteiros, construtora, ex-secretários, prefeito Luciano Leitoa e outros, o vereador disse que, "Além das inúmeras obras paradas do governo, tanto do estado como municipal, onde a gente tem a primeira obra licitada pelo governo Luciano Leitoa hoje é palco de uma ação judicial onde a audiência deve ser feita no auditório do Fórum de tanta gente envolvida no esquema da estrada do povoado Castelo. É no auditório! A audiência tem que ser realizada no auditório porque é muita gente, porque o esquema foi muito grande! Na primeira licitação do governo Leitoa já se anunciou como iria ser o restante do governo", disse o vereador Anderson Pêgo.

Anderson Pêgo acrescentou que as, “Licitações são para fazer dinheiro como da Tekynik, licitações para fazer dinheiro como a da Sofia Comunicação, como a de dedetização, como a de R$ 1 milhão para limpar caixa d'água da secretaria de Educação... Como os R$ 10 milhões em que o secretário Márcio Sá foi condenado na Saúde”.

Ainda sobre o Caso da Estrada do Castelo o parlamentar timonense disse que, "Segunda-feira vai ter audiência de novo, e vão lotar o auditório de novo porque o esquema lá é grande! Envolve prefeito, envolve ex-vereador, envolve secretário e ex-secretário, dono de empresa...O esquema lá é pesado!".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com