Assembleia Legislativa

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Vereador sobre a gestão do prefeito Luciano Leitoa: “Vendeu a prefeitura aos agiotas”

O vereador Anderson Pêgo denunciou contratos milionários na gestão Leitoa e corte de 50% no pagamento de servidores municipais
O parlamentar do PRB fez outras graves denúncias na sessão desta segunda-feira (16) durante a sessão na Câmara Municipal sobre a gestão do prefeito Luciano Leitoa que recentemente anunciou o pagamento de apenas 50% do valor dos salários de alguns servidores. "No primeiro ano de reeleição do prefeito Luciano Leitoa já se anuncia o fim do governo. Já se anuncia como será o desastre da gestão Luciano Leitoa. A gestão que vendeu a prefeitura aos agiotas, a gestão que vendeu a prefeitura de Timon, onde no colégio Padre Fábio que eu denunciei que os alunos estavam duas semanas sem merenda escolar vieram dizer que só não tinha carne. Querem passar para a população que está tudo correto, se anuncia o fim do governo quando não conseguem mais pagar os salários porque incharam a máquina no período eleitoral e agora nós estamos tendo o resultado", denunciou o vereador Anderson Pêgo.

Anderson Pêgo relembrou outra denúncia feita por ele dias atrás. "O gabinete do prefeito Luciano Leitoa já gastou R$ 4 milhões com pessoal, R$ 600 mil com passagens aéreas e tem um contrato de R$ 5 milhões com a Sofia Comunicação. O funcionário quer propaganda para encher os bolsos das televisões ou quer seus salários em dias? E aí a gente sabe de quem são as empresas, a Tekynik não tem um mês que não receba em dia, por que? É de pessoas ligadas ao prefeito”.

Caso Lixão

O caso envolvendo o aluguel de um terreno na zona rural de Timon para funcionar o lixão foi também lembrado pelo vereador Anderson Pêgo. "Tem dinheiro sobrando para pagar o lixão, R$ 60 mil por mês, tem dinheiro sobrando! Um aluguel de R$ 60 mil por mês onde se poderia desapropriar o terreno, uma luta minha! Sabe quanto já se consumiu esse ano com o aluguel desse terreno? R$ 520 mil só este ano com esse aluguel! Dava para pagar a folha de pagamento dos servidores só com esse valor, mas não, são interesses obscuros por trás desses contratos. Tem dinheiro sobrando para pagar a Tekynik, tem dinheiro sobrando para propaganda...", disse.

Desafio – Ainda no seu discurso o vereador Anderson Pêgo fez um desafio ao prefeito Luciano Leitoa. "Eu desafio o prefeito cortar o contrato da Tekynik, eu desafio o prefeito a cortar o contrato da empresa Pilotis que é ligada ao Rafael Leitoa... Por que ele não cortar os R$ 5 milhões de propaganda? Por que ele não cortar os R$ 5 milhões de internet?”.

Fim do governo Leitoa

"Anunciou-se realmente o fim do governo Leitoa, sem remédio, sem merenda, sem salário, sem nada e sem vergonha!”, disparou o vereador Pêgo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com