Assembleia Legislativa

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Sem efeito a decisão do PSB em expulsar Roberto Rocha

Ideia de expulsar o senador Roberto Rocha não tem efeito algum; Zé Reinaldo e Luana Alves não participaram do congresso
Sem sucesso. Ideia de Bira contra Roberto Rocha não tem efeito
Mesmo aprovado por unanimidade o pedido de expulsão do senador Roberto Rocha do PSB durante o congresso do partido neste final de semana em São Luís não terá efeito algum. O autor da ideia de expulsar o senador Roberto Rocha do PSB é o presidente da sigla na capital maranhense, deputado estadual Bira do Pindaré.

Roberto Rocha é senador da República e devido ao mandato essa decisão do PSB maranhense ocorrida neste final de semana não tem efeito, pois somente a direção nacional da agremiação partidária tem o poder de expulsa-lo. O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira esteve no congresso presenciando toda a movimentação e a articulação do deputado Bira do Pindaré durante o evento que pediu a expulsão do senador Roberto Rocha da sigla, mas, até o momento não se pronunciou sobre essa decisão.

Bira do Pindaré - que será apoiado em Timon pelo prefeito Luciano Leitoa e seu grupo político em 2018 como candidato a deputado federal -, alega que o senador Roberto Rocha descumpre o que diz o código de ética do partido e, por isso, pediu a expulsão do mesmo.

Aluguel Camarada - Sobre todo esse imbróglio envolvendo seu nome o senador Roberto Rocha ironizou e disse que essa situação do PSB é apenas mais um caso dos tantos "aluguéis camaradas" de Flávio Dino. "Quem deseja minha saída do PSB é o Flávio Dino, que alugou o partido. Mais um aluguel camarada”.

Leitoa de novo - Entre as decisões tomadas no congresso do PSB em São Luís neste final de semana, ficaram determinadas a recondução do prefeito de Timon, Luciano Leitoa a presidência regional do partido e a permanência do apoio ao governo Dino e também a sua candidatura à reeleição.

Fato novo: Bira senador

Outra questão que está por trás desse imbróglio no PSB é a possibilidade do deputado Bira do Pindaré ser um dos candidatos do governador Flávio Dino ao Senado Federal. Não se pode esquecer que o ex-petista era o nome preferencial de Dino para concorrer à Prefeitura de São Luís em 2016, quando com uma mão abraçava Bira e com a outra apunhalava Edivaldo Júnior (PDT). Bira do Pindaré só não foi o candidato do Palácio dos Leões à prefeitura de São Luís naquela eleição porque o senador Roberto Rocha levou o PSB para apoiar o também deputado estadual Wellington do Curso, do PP, indicando o então vereador da capital Roberto Rocha Júnior para compor a chapa na condição de vice-prefeito.

Ausências notadas

A convenção do PSB ficou marcada também pelas ausências dos deputados federais do partido, o ex-governador José Reinaldo Tavares e Luana Alves, além do único vereador da capital Estêvão Aragão, o que mostra que o partido pode estar entrando em um processo de encolhimento do ponto de vista da representatividade política no Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com