Assembleia Legislativa

terça-feira, 20 de junho de 2017

CPI da Saúde: deputado Eduardo Braide diz que vai manter a coerência, e os outros?

Só em falar da possibilidade da criação de uma CPI na Assembleia Legislativa é motivo de confronto entre deputados. Em 2015 uma CPI com o mesmo objetivo chegou a ter 29 assinaturas de deputados.

A pequena possibilidade de abertura de uma CPI na Saúde, na Assembleia Legislativa, proposta pelo deputado estadual Wellligton do Curso gerou na sessão desta segunda-feira (19), um festival de bate-boca entre o autor da ideia e os deputados Rogério Cafeteira e Eduardo Braide.

O autor, deputado Welligton do Curso disse que não irá encontrar dificuldades para conseguir 14 assinaturas necessárias à criação da CPI, já que em 2015 um outro pedido de CPI com o mesmo objetivo chegou a ter 29 assinaturas.

No calor do debate no plenário, o deputado Eduardo Braide usou a palavra na tribuna, para dizer que em determinados momentos é melhor agir do que falar. "Quero dizer que eu manterei a mesma coerência. Da mesma forma que assinei a primeira CPI, eu assinarei agora a segunda, senão, eu não estaria sendo coerente", frisou Braide.

Ele dirigiu-se ao deputado Rogério Cafeteira, que acabara de dizer da tribuna que não muda o posicionamento que teve por ocasião do pedido de CPI anterior. "Eu gostaria muito que o deputado Rogério Cafeteira, líder do governo na Casa, continue com este mesmo posicionamento, achando que as coisas na saúde devem ser investigadas", afirmou Eduardo Braide sugerindo que Rogério Cafeteira também assine logo o pedido de nova CPI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com