Assembleia Legislativa

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Caso Água Escura: Direção Agência Reguladora de Timon é alvo de críticas na Câmara

Anderson Pêgo denuncia Agert
Além da empresa Águas de Timon que sempre tem sido alvo de críticas por parte da população em todos os meios possíveis, a atuação da Agencia Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Município de Timon (AGERT), e do seu diretor Marco Antonio Fonseca Ferreira Filho foi tema de duros discursos na tribuna da Câmara Municipal nesta quarta-feira (03), e entre os que abordaram o assunto foi o vereador Anderson Pêgo (PRB).

"Mais aí a gente tem o rapaz da Agert como 'advogado' da Aegea [dona da Águas de Timon]. A Agência Reguladora defende a Aegea, eu não entendi o que ficou acordado, realmente a água sai preta e quando passa no hidrômetro a população está pagando e a empresa enriquecendo ilicitamente. Porque está vendendo um produto que não é utilizado pela população e aí o presidente da Aegea chega e diz, eu não tenho dificuldade nenhuma de pagar, eu pago! A gente dar essa compensação pra população. Aí vem o diretor da Agert que era quem tinha que fiscalizar e diz não, não é assim! Oxe! Quem é pra está do lado do povo não está!", revelou o vereador Anderson Pêgo.

Ainda no seu discurso o vereador disse que o diretor da Agert deve explicações. "Ele tem que explicar é na época em que ele era engenheiro da Tajra Melo foi responsável pelo saneamento da cidade [Timon]. Ele tem que explicar que após ser engenheiro da Tajra Melo assumiu uma diretoria no Saae, ele tem que explicar o que tem feito a frente da Agert”. E acrescentou que, "A relação de fiscalizar as normas existentes é da Agert, então não há do que se dizer, Ah! tem que ser instigada! Pode ser instigada, mas, ela [Agert] pode agir de ofício por que é uma agência reguladora. As agências reguladoras são órgãos governamentais que exerce o papel de fiscalização, regulamentação e controle. Então ele está servindo como 'advogado', é um ente público que está defendendo uma empresa privada. Isso é de se abismar!".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: ludwigalmeida@hotmail.com