Assembleia Legislativa

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Deu na coluna do Arimatéia Azevedo: Governo Flávio Dino sob suspeita

Governo sob suspeita. É de se imaginar que o governo comandado por um ex-juiz federal, e, portanto, conhecedor, por dever, das leis, tenha como sua base a transparência, a moralidade e o respeito ético ao cidadão. Mas não é o que se tem observado na gestão do Flavio Dino, do vizinho estado do Maranhão. O Governador continua permitindo ação de lobistas e empresários com passado muito pouco recomendáveis, e, além disso, também continua contratando despesas e gastos inexplicáveis, como o aluguel de imóveis de amigos e protegidos para o governo do Estado.

A coluna já antecipou aqui que um sobrinho do deputado federal Marcelo Castro continua operando na revenda de medicamentos, sem licitação e está fazendo uma verdadeira farra de negócios no estado do Maranhão, através de uma empresa terceirizada. Também existem criticas e investigações na Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, que é o órgão do governo que assumiu o papel de recrutar mão de obra terceirizada para a saúde estadual, que cobra quase três vezes o preço praticado no mercado e é uma brecha permanente para contratação de protegidos dos políticos do governo. Além disso, a casa onde funcionou o QG de Comunicação da campanha política do então candidato Flávio Dino foi alugada para a Secretaria de Estado da Saúde, desde dezembro de 2015, por R$ 16,5 mil ao mês, ou seja, mais de R$ 200 mil ao ano.

Por último, foi revelado pela imprensa do Maranhão que um filiado do PCdoB é o proprietário de um prédio onde funcionou o comitê do PCdoB em 2014, e hoje está alugado para outro órgão estadual, a Fundação da Criança e do Adolescente, demonstrando que a escolha de imóveis para o governo Flávio Dino (PCdoB) está intimamente vinculada à falta de princípios e critérios.

Dentre esses supostos desmandos, falhas éticas e de conduta, vai-se firmando a ideia de um governo cada vez mais distante das expectativas do povo que o elegeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: ludwigalmeida@hotmail.com