Assembleia Legislativa

sábado, 24 de dezembro de 2016

Em queda: aprovação de Flávio Dino cai 16%

Aprovação de Flávio Dino cai dezesseis pontos desde a primeira avaliação divulgada pelo Palácio dos Leões.

Aquiles Emir - A pesquisa do Instituto Exata, divulgada nesta sexta-feira (23) pelo Jornal Pequeno, carece de detalhes para que se tenha a exata dimensão do índice de aprovação do Governo Flávio Dino (PCdoB), pois não foram divulgados os percentuais daqueles que consideram sua administração Excelente, Boa, Regular, Ruim e Péssima, que são tradicionalmente mostrados nesse tipo de levantamento. Afinal de contas, qual a soma de Excelente e Bom? A de Ruim e Péssimo? E a de Regular? Não foi dito.

De acordo com o Instituto Exata, na pesquisa desta sexta-feira, 61% da população maranhense aprova o governo Flávio Dino. Os que reprovam seriam 34% e os que não sabem ou não responderam, 5%.

Apesar de os números sem esses detalhes terem sido comemorados exaustivamente pelas redes sociais e em blogs simpáticos ao Palácio dos Leões pelo governador, seus auxiliares e simpatizantes, a análise interna é de preocupação, pois na comparação com dezembro de 2015 a aprovação do governo caiu quatro pontos. Segundo medição do mesmo instituto, no final do ano passado, Flávio Dino fechou os 12 primeiros meses de governo com 65% de aprovação.

Vale lembrar que logo após o fechamento do primeiro mês do atual governo, o Palácio dos Leões contratou uma pesquisa ao mesmo instituto e 77% disseram que aprovavam a administração de Flávio Dino. Outra pesquisa, realizada junho, mostrou que a aprovação havia caído para 74%, ou seja, três pontos percentuais a menos.

A avaliação positiva do governo vem decrescendo pesquisa após pesquisa, pois da primeira à última de 2015, o governo perdeu a aprovação de 12% da população, e na comparação da realizada em fevereiro de 2015 com a de dezembro de 2016, essa queda é de 16%. A continuar neste ritmo, pode fechar 2017 com menos de 50% de aprovação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com