Assembleia Legislativa

sábado, 17 de dezembro de 2016

Associação dos Jovens Empresários critica aumento de ICMS aprovado pelos deputados

A Associação dos Jovens Empresários do Maranhão (AJE-MA) criticou a aprovação, pela Assembleia Legislativa do Maranhão, de Projeto de Lei que aumenta a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS – em combustíveis, cigarros, telecomunicações e energia elétrica –, e que trata do reajuste de juros e mora. O projeto, de autoria do Governo do Estado, foi aprovado nesta quinta-feira (15).

Representantes da AJE-MA e entidades ligadas ao empreendedorismo comparecerem à sessão, onde se mostraram indignados com a proposta legislativa que, agora acatada, pode prejudicar a atividade empresarial, pelo aumento do preço dos insumos e, por conseguinte, dos produtos e serviços. "Importante frisar que não somos contra impostos, mas sim contra esse aumento, que ocorreu de forma apressada e sem que exista diálogo com os empresários e as entidades", destacou o presidente da AJE, Jurandy Theophilo. “Na realidade, quem sofre não são só os empresários, mas a população”.

Segundo Theophilo, a alta carga tributária pode acarretar mais desemprego, em virtude da oneração de encargos nos empreendimentos. “O repasse desses impostos dos empresários ao público vai ser dificultado. O empresário acaba assumindo, de qualquer forma, o acúmulo de impostos. Isso reflete na multiplicação do desemprego”, explicou. O Executivo estadual estima que, em função desse aumento, o contribuinte vá desembolsar R$ 250 milhões a mais com tributos em 2017.

Com o projeto de lei aprovado — e com sua entrada em vigor em março de 2017 —, a entidade de jovens empresários pretende intensificar as campanhas de conscientização da sociedade sobre a questão do impacto tributário e buscar a união entre entidades da classe para discutir essas medidas e trabalhar ações articuladas relacionadas. (Maranhão Hoje)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com