Assembleia Legislativa

domingo, 13 de novembro de 2016

São José de Ribamar: Luis Fernando vira alvo de mídia subterrânea

Luis Fernando vira alvo do ódio
Possivelmente orientado por um braço da política subterrânea do Maranhão, que destruiu o município de São José de Ribamar, alguns poucos blogs com endereço na Grande Ilha começaram uma campanha nefasta contra o prefeito eleito da cidade ribamarense, Luis Fernando Silva (PSDB).

Os tais blogs pegaram como gancho, para a tentativa de desconstrução da imagem do tucano, sua prestação de contas de campanha apresentada à Justiça Eleitoral, que, diga-se de passagem, foi protocolada no prazo estabelecido em lei e obedecendo rigorosamente os critérios técnicos, legais e probos exigidos pela legislação.

Na primeira pauta explorada maleficamente por esses blogueiros, eles extraíram uma notificação do mural eletrônico da Justiça Eleitoral e, sem qualquer pudor, transformaram uma solicitação rotineira de esclarecimentos de termos da prestação de contas em postagens irresponsavelmente fantasiosas.

No ímpeto de tentar criar factóides contra Luis Fernando, os blogs divulgaram com estardalhaço que o tucano teria recebido doações em dinheiro de pessoas beneficiárias do programa Bolsa Família.

De acordo com informações da coordenação da campanha, não houve qualquer ilegalidade na inclusão das pessoas relacionadas pelos blogueiros. Primeiro, porque a própria Justiça Eleitoral, reconhecendo equívoco no cruzamento de dados do sistema, cancelou todos os apontamentos de supostas irregularidades, inclusive esse. Segundo, porque as pessoas supostamente beneficiárias do programa Bolsa Família não doaram qualquer quantia em espécie. Doaram apenas suas forças de trabalho à campanha e, na prestação de contas, de acordo com o que determinam as normas da Justiça Eleitoral, essa colaboração voluntária precisou ser estimada em dinheiro.

Conforme decisão da Justiça Eleitoral, reconhecendo a legalidade dos itens questionados na notificação, a própria juíza eleitoral de Ribamar revogou o expediente notificatório, reconhecendo não haver qualquer desonestidade, irregularidade e ilegalidade nos referidos pontos questionados. No entanto, como manda o bom jornalismo, nenhum dos escribas resolveu ter a decência de publicar a decisão da Justiça, como também não teve para ouvir as explicações do candidato, antes de publicar as nefastas postagens.

Dando sequência à campanha impiedosa contra Luis Fernando, nesta sexta-feira, dia 11, mais uma postagem desonesta e venal, baseada na notificação que já havia sido cancelada pela Justiça Eleitoral, foi editada pela blogosfera, contratada nos porões da baixa política que atua no Maranhão.

Sem o menor escrúpulo, o determinado blogueiro concluiu que “Luis Fernando usou empresa para lavar dinheiro de campanha” tendo como base outra notificação para esclarecimento sobre uma empresa que prestou serviço à campanha e que teria um número reduzido de funcionários.

Conforme já informado e comprovado à Justiça Eleitoral, a empresa citada contratou dezenas de pessoas para realizar as ações de campanha, através de contratos de trabalho por prazo determinado, devidamente assinados. As bases de dados do TSE, no entanto, apenas não haviam atualizado essas informações em seus sistemas quando a solicitação de esclarecimentos foi gerada.

Assim como sempre agiu durante toda sua vida pública, Luis Fernando cumpre e continuará cumprindo seus deveres legais, atendendo a todos os questionamentos e mostrando total transparência em suas ações públicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com