Assembleia Legislativa

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Ministério Público divulga “raio-X” da Saúde na zona rural de Timon

Os promotores de Justiça de Timon visitaram 11 unidades básicas de saúde na zona rural

O Ministério Público divulgou a Ata da Audiência Pública que aconteceu no dia 30 de setembro deste ano no Fórum Amarantino Ribeiro Gonçalves sobre a fiscalização realizada em 11 (onze) Unidades Básicas de Saúde (UBS) na zona rural de Timon.

A Ata contém 38 páginas, e segundo o documento essas visitas in loco nas UBS da zona rural visam garantir a efetividade e a qualidade de saúde nos serviços voltados para a atenção básica. O documento é assinado pelos promotores de Justiça, Antônio Borges Nunes Júnior, Eduardo Borges Oliveira e Giovanni Papini Cavalcanti.

Esse documento produzido pelas Promotorias de Justiça de Timon além de tornar público o ocorrido na Audiência Pública no final do mês de setembro deste ano, também é possível de verificar as condições de funcionamento desde os prédios, equipamentos, atuação dos profissionais de saúde e as condições de limpeza e higiene das unidades básicas de saúde na zona rural do município.

Entre alguns problemas mais comuns encontrados pelos promotores de Justiça nas UBS estão: Falta de medicação constantemente; sucateamento completo do posto de saúde do povoado Barra das Pombas; quantidade de vacina não é suficiente para atender a demanda; transporte da equipe para os povoados mais distantes é irregular; algumas salas de sutura e inalação/nebulização estão inutilizadas pro falta de pessoal e material de trabalho; falta de medicação de uso contínuo (hipertensos e diabéticos); falta de coleta de material para realização de exames, apenas citologia; algumas equipes sem médico; reclamações sobre a atuação de alguns Agentes Comunitários de Saúde e de médicos; Quantidade de Agentes Comunitários de Saúde insuficiente, existindo áreas descobertas; canetas e cadeiras odontológicas com defeito; ausência de bebedouros.

Quase padrão

Ainda no relatório do MP-MA, conta que a UBS do povoado Castelo ainda com algumas observações apontadas, mostrou-se mais próxima do padrão exigido pelo Ministério da Saúde. A UBS passou recentemente por uma reforma na sua estrutura física, onde foram corrigidos graves problemas estruturais.

Cadê a unidade móvel?

Na página 17 do documento disponibilizado pelo Ministério Público, a um relato preocupante. A Equipe de Saúde da Família do Povoado Gameleira (ESF 46) não possui sede próprio e com isso usa duas salas de aula da Unidade Escolar Antônio Pereira e Silva que fica naquela localidade. Mas, há muito tempo existia uma Unidade Móvel (ônibus) que era utilizado pela equipe para atender a população do povoado. As pessoas entrevistadas pelos Promotores de Justiça não souberam informar que fim levou esse ônibus que trabalhou por cerca de 05 a 06 anos naquela localidade.

Confira aqui a íntegra da Ata da Audiência Pública realizada pelas Promotorias de Justiça de Timon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog. Os comentários anônimos não serão liberados. Envie sugestões e informações para: blogdoludwigalmeida@gmail.com